Nome do Projeto
Utilização do própolis vermelho como adjuvante em vacinas recombinantes para o controle da linfadente caseosa
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/05/2013 - 01/05/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Resumo
A Linfadenite Caseosa (LC) é uma doença crônica, que acometem ovinos e caprinos, causando grandes prejuízos econômicos no setor da ovinocaprinocultura, essas perdas estão relacionadas à redução no ganho de peso e na produção leiteira, bem como, inviabilização a comercialização da pele e da carne. O Brasil é o 8º maior criador de ovinos e caprinos do mundo com cerca de 16 milhões e 10,3 milhões de cabeças, respectivamente. O rebanho ovino na região sul detém 23% do rebanho efetivo brasileiro, no estado do Rio Grande do Sul é onde se concentra a maior parte do rebanho com cerca de 4 milhões cabeças de animais distribuídos principalmente no sul do estado. Nesta região, estima-se que a prevalência da doença nos rebanhos seja de aproximadamente 30%. Em alguns estados brasileiros a incidência da doença pode chegar a 70% em rebanhos ovinos e 80% em caprinos. A medida de melhor custo-benefício contra a introdução da LC nos rebanhos é a imunização. O sequenciamento de novas linhagens de C. pseudotuberculosis possibilitou a identificação de alvos em potencial para o desenvolvimento de vacinas recombinantes de subunidade. No entanto esse tipo de vacina necessita ser administrada conjuntamente com um adjuvante. Novos adjuvantes devem ter como características principais a estabilidade da molécula, baixo custo, ser biodegradável, assimilável, inerte e principalmente conferir um “booster” imunológico. Nesse contexto a própolis vem sendo testada e tem mostrado características que indicam potencial uso, pois mostrou propriedades antimicrobianas e antissépticas, antitumorais, imunomoduladores, antinflamatória, antioxidante, anticarcinogênico, antimicrobiana, antiviral, antiparasitária e antidiabético, além de elevar os níveis celulares que compreendem a imunidade inespecífica. Assim esse projeto propõe a utilização da própolis vermelho como adjuvante vacinal em vacinas recombinantes de subunidade para a linfadenite caseosa.

Objetivo Geral

• Objetivo geral
Avaliar a utilização de própolis como adjuvante em vacinas recombinantes de subunidade contra Linfadenite caseosa.
• Objetivos específicos
- Inoculação de camundongos com as proteínas recombinantes rCp1002_0369 e rCp1002_1957 purificadas utilizando própolis vermelho como adjuvante.
- Produção de soro policlonal;
- Western blot e ELISA utilizando soro de ovinos naturalmente infectados para avaliar o reconhecimento das proteínas recombinantes por anticorpos produzidos durante a infecção natural e avaliação do estímulo imunológico associado à própolis;
- Teste de potência das vacinas utilizando própolis como adjuvante e desafio em camundongos;
- Avaliar a resposta imune induzida pelas vacinas recombinantes

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
10
10
10
15
15
15
15
FERNANDA KEGLES1201/08/201431/07/2015
Henrique Ramos Angelo1201/08/201431/12/2014
KARINA PEREIRA LUDUVICO1201/08/201431/07/2015
RAQUEL NASCIMENTO DAS NEVES1201/01/201531/07/2015

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 0,00
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 0,00

Página gerada em 23/01/2022 05:17:20 (consulta levou 0.057145s)