Nome do Projeto
AVALIANDO O PROCESSO PROJETUAL DE REVITALIZAÇÃO EM PARQUES URBANOS A PARTIR DA PERCEPÇÃO DOS USUÁRIOS: O CASO DO PARQUE ITAIMBÉ EM SANTA MARIA/ RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/06/2013 - 02/06/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo
Resumo
Esta pesquisa investiga quais os fatores que estão envolvidos no processo de revitalização de parques urbanos no Brasil a fim de identificar se esses estão atendendo a satisfação dos diferentes grupos de usuários. Os parques urbanos são espaços públicos com dimensões significativas e predominância de elementos naturais, principalmente cobertura vegetal, destinados a recreação (KLIASS, 1993). O problema de pesquisa centra-se no fato de que, devido a esse caráter “público”, o responsável pelos projetos de revitalização do espaço público é o poder público, o qual muitas vezes não atende a critérios de planejamento, projeto e gestão de parques urbanos. Os projetos de revitalização muitas vezes são orientados por interesses políticos e da mídia, não considerando as necessidades reais dos usuários, a potencialidade das áreas, a inserção na malha urbana e o impacto que o mesmo irá causar nos usuários do espaço, no entorno imediato e numa gleba maior, a cidade. Conforme Macedo (1999, apud BARCELLOS, 2006), a maioria dos projetos de parques urbanos não está vinculada a nenhum planejamento que articula sua construção com as necessidades sociais e ambientais.

Objetivo Geral

A presente pesquisa se propõe a investigar o processo de revitalização de um parque linear, o qual não considerou critérios relacionados ao uso e a imagem que os usuários têm do local. Segundo Magalhães (1996, apud FRIEDRICH, 2009), o conceito contemporâneo de parque linear pretende preservar as estruturas fundamentais da paisagem, que em meio urbano penetram no tecido edificado de modo tentacular e contínuo, assumindo diversas formas e funções cada vez mais urbanas, que vão desde o espaço de lazer e recreio, ao enquadramento de infra-estruturas e edifícios, à simples rua ou praça arborizada. Da mesma forma, FRIEDRICH (2009) afirma que o equipamento parque linear torna-se atualmente um objeto estruturador de programas ambientais em áreas urbanas, sendo muito utilizado como instrumento de planejamento e gestão das áreas marginais aos cursos d’água. Neste contexto é estabelecida a seguinte pergunta de pesquisa: Quais fatores devem ser considerados nos projetos de revitalização de parques urbanos lineares para que seja considerada a percepção dos usuários quanto ao uso e a imagem do lugar?
As hipóteses investigadas neste estudo são as seguintes: Do ponto de vista ambiental, a revitalização de um ambiente natural inserido na cidade traz benefícios ao meio ambiente urbano; Do ponto de vista social, a revitalização de um espaço público a partir da percepção dos usuários do local melhora o relacionamento entre diferentes grupos de usuários; O uso do espaço público pode variar com o tempo, os usuários valorizam a diversidade das atividades proporcionadas; A qualidade visual do espaço público influencia os níveis de satisfação e preferência de diferentes grupos de usuários.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
20
40
ANDRESSA MARINA MATIVI ROCHA4004/03/201302/03/2015
JULIANA ROSINHA CONZATTI1201/08/201328/02/2014
PATRICIA DIAS1201/03/201431/07/2014

Página gerada em 14/12/2018 08:16:49 (consulta levou 0.065545s)