Nome do Projeto
Desempenho reprodutivo na primeira estação de acasalamento em borregas Corriedale brancas e naturalmente coloridas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/09/2013 - 02/09/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Zootecnia
Resumo
O projeto será executado em uma propriedade rural no município de Pinheiro Machado (RS). Serão utilizadas 30 borregas da raça Corriedale, com idade média inicial de um ano, subdivididas em dois grupos: brancas (n=15) e naturalmente coloridas (n=15), identificadas individualmente. Os animais serão mantidos em campo nativo durante todo o período experimental, sendo realizada a estimativa da massa de forragem. Será monitorada a infestação endoparasitária dos animais, através de exame de contagem do número de ovos por grama de fezes (OPG) através de coletas realizadas em intervalos médios de 28 dias. Em intervalos médios de 28 dias as borregas serão pesadas em balança digital, para acompanhamento do ganho médio diário de peso e será avaliada a condição corporal de cada uma através de palpação da região lombar. Serão ainda medidas as características morfométricas: comprimento corporal, altura do posterior, altura do anterior, perímetro torácico, largura e comprimento da garupa, todas em cm. Na mesma ocasião será feita a medição do crescimento da fibra de lã, utilizando-se paquímetro digital. Será feita coleta de sangue individual na proporção de 33,3% dos animais de cada grupo experimental (cinco animais), para a dosagem da concentração plasmática de progesterona. As coletas serão repetidas com intervalos médios de 14 dias. A manifestação de cios será identificada através da utilização de machos castrados e androgenizados (rufiões). O acasalamento será realizado a partir do mês de abril e por um período de 45 dias. Cada grupo experimental será acasalado com carneiro do respectivo grupo genético. Vinte e cinco dias após o término da estação de acasalamento será realizado o diagnóstico de gestação através de ultrassonografia transretal. A análise estatística será realizada por meio da análise da variância dos dados através do procedimento GLM (“general linear models”), utilizando o programa Statistics Analysis System (SAS, 2001).

Objetivo Geral

Objetivos gerais:

• Estimar a diferença entre borregas das raças Corriedale brancas e Corriedale naturalmente coloridas quanto às suas características de crescimento, desenvolvimento e reprodutivas.
• Ampliar a base de dados científicos a respeito das características reprodutivas de borregas brancas e naturalmente coloridas.

Objetivos específicos, indicadores e metas:

• Comparar os parâmetros de crescimento entre as borregas brancas e naturalmente coloridas.
Indicadores: peso corporal, condição corporal (escala subjetiva de 1 a 5), morfometria (perímetro torácico, altura do anterior, altura do posterior, comprimento corporal, comprimento de garupa, largura da garupa).
Meta: estabelecer a existência ou não de diferenças entre os grupos.

• Verificar a influência do grupo genético frente a características reprodutivas das borregas.
Indicadores: manifestação de cio, índice de repetição de cio, taxa de prenhez, número de partos gemelares.
Meta: estabelecer a existência ou não de diferenças entre os grupos.

. Dosar os níveis plasmáticos de progesterona nas borregas brancas e naturalmente coloridas e correlacioná-los com a incidência de cios.
Indicadores: nível plasmático de progesterona (ng/ml)
Meta: estabelecer os níveis plasmáticos de progesterona entre borregas brancas e naturalmente coloridas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FERNANDA DORNELLES FEIJÓ302/09/201302/09/2014
PABLO TAVARES COSTA302/09/201302/09/2014
RENATO GERUNTHO SALABERRY202/09/201302/09/2014
RÔMULO TAVARES COSTA202/09/201302/09/2014

Página gerada em 17/12/2018 03:23:58 (consulta levou 0.085518s)