Nome do Projeto
Avaliação e Retrofit de Desempenho Térmico de Habitações de Interesse Social em Wood e Steel Framing
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
04/08/2013 - 30/12/2013
Unidade de Origem
Área CNPq
Engenharias - Engenharia Civil - Construção Civil
Resumo
Segundo dados do Programa Nacional de Amostra por Domicílios (PNAD) de 2008, para zerarmos o déficit habitacional nacional precisaríamos construir quase 5,6 milhões de moradias. O Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), através do Programa Minha Casa Minha Vida, pretende, até 2014, construir ou reformar 3 milhões de moradias. Para garantir a qualidade e a produtividade das edificações, a portaria nº 521, de 22 de outubro de 2012, estabelece o atendimento às diretrizes do Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat - PBQP-H. As tecnologias inovadoras devem atender às especificações da norma de desempenho NBR 15575 (ABNT, 2012a) ou comprovar desempenho satisfatório junto à Caixa Econômica Federal, órgão financiador. Sistemas construtivos leves como Wood framing e steel framing possuem elevado nível de produtividade, baixa produção de resíduo, pouco desperdício e um aprimorado controle de qualidade dos componentes, em boa parte industrializados. Ainda como ponto forte desse sistema construtivo observa-se enormes benefícios aos órgãos financiadores e executores de programas voltados à habitação de interesse social visto que possibilita uma melhor fiscalização dos recursos empregados e tira destes o compromisso da correção de defeitos comuns neste tipo de obra, ocasionados pelos materiais de construção que muitas vezes pela necessidade de baixo custo apresentam qualidade inadequada ao uso. Os defeitos observados nos materiais utilizados são corrigidos pelos fornecedores, a partir da substituição das peças. Entretanto, não podem ser avaliados pelo método simplificado, devido ao critério de Capacidade Térmica mínima que é estabelecido, pela NBR 15.575 (ABNT, 2012a), como sendo 130 kJ/m2.K. Sistemas leves geralmente possuem uma capacidade térmica inferior a 50 kJ/m2.K. Desta forma, faz-se necessário avaliar o desempenho térmico de edificações leves por meio de simulação computacional. De modo a atender às exigências do SINAT para construção de edificações leves para o Programa Minha Casa Minha Vida, uma parceria das empresas TecVerde e LP BRASIL que atuam neste segmento e com estes sistemas construtivos solicitou uma pesquisa aplicada ao Laboratório de Conforto e Eficiência Energética – LABCEE para avaliar e melhorar o desempenho térmico de alguns projetos elaborados com wood e steel framing.

Objetivo Geral

O trabalho tem objetivo de avaliar o nível de desempenho de projetos de habitação fornecidos pela TecVerde em parceria com a LP BRASIL, como também adequar o projeto para atingir nível mínimo exigido pela NBR 15.575 (ABNT, 2012a), para cada uma das oito zonas bioclimáticas brasileiras, definidas pela NBR 15.220 (ABNT, 2005), por meio de simulação computacional, alterando a configuração dos materiais empregados, a ventilação e o sombreamento pelas aberturas e, se necessário adequando o projeto arquitetônico.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
EDUARDO GRALA DA CUNHA604/08/201330/12/2013
Eduardo Gus Brofman420/08/201320/10/2013
JAQUELINE DA SILVA PEGLOW804/08/201330/12/2013
LIADER DA SILVA OLIVEIRA804/08/201330/12/2013
STIFANY KNOP804/08/201330/12/2013

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Iniciativa privadaR$ 13.800,00

Página gerada em 19/12/2018 12:21:24 (consulta levou 0.081108s)