Nome do Projeto
Desempenho de genótipos de cana-de-açúcar nas condições climáticas do Rio Grande do Sul
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
06/10/2013 - 06/10/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia
Resumo
A diferenciação climática do estado do Rio Grande do Sul, o destino da produção e o processo histórico de colonização, são fatores que vinculam o plantio da cana-de-açúcar à agricultura familiar. A produtividade da cana-de-açúcar é influenciada pelas variações climáticas ao longo de todo o seu ciclo vegetativo, sendo a cultura exigente em temperatura, precipitação e distribuição de chuvas. No estado do Rio Grande do Sul o clima já foi apontado como fator limitante para expansão da cultura da cana-de-açúcar, devido à ocorrência de temperaturas baixas e o maior risco de geadas. Entretanto, existem nove variedades indicadas para o plantio no Rio Grande do Sul, as quais apresentam de alta a média produtividade agrícola, tolerância a condições de estresse por frio e estiagem, sanidade vegetal e elevado teor de sólidos solúveis. Portanto, a avaliação de genótipos e sua correlação com as condições meteorológicas são de fundamental importância para indicação de plantio, manejo e desenvolvimento da cultura no estado, além de ofertar novos materiais adaptados. Sendo assim, o objetivo do trabalho é identificar genótipos de cana-de-açúcar com maior adaptação para o cultivo nas condições climáticas do Rio Grande do Sul. As avaliações serão realizadas em cinco locais, Pelotas (Embrapa Clima Temperado), Salto do Jacuí (Grandespe), Santa Rosa (Coopermil), São Borja e Caxias do Sul (Fepagro), onde serão avaliados 26 genótipos, sendo 12 com maturação precoce e 12 com maturação médio-tardia, e duas testemunhas para os respectivos ciclos. O delineamento experimental é de blocos ao acaso, com parcelas de 4 a 6 linhas de 10 metros de comprimento, espaçadas 1,40 m entre linhas, com densidade de plantio de 18 gemas por metro. Serão avaliadas as variáveis da cultura: produtividade (Tonelada de colmo por hectare/Tonelada de brix por hectare), sólidos solúveis totais (°Brix), tolerância ao frio e pH; e as variáveis meteorológicas: temperatura do ar (máxima, média e mínima), radiação solar global e chuva para cada local.

Objetivo Geral

• Avaliar a produtividade de genótipos de cana-de-açúcar em cinco locais do Rio Grande do Sul;
• Avaliar o nível de dano provocado por baixas temperaturas em clones e variedades de cana-de-açúcar;
• Selecionar genótipos de cana-de-açúcar com maior eficiência do uso de radiação solar para produção de colmos e acúmulo de °brix;
• Correlacionar os dados meteorológicos com o desempenho produtivo e qualidade de açúcares nos genótipos avaliados em cada local;
• Determinar a curva de maturação de genótipos de cana-de-açúcar em função do acúmulo térmico a partir do período de maturação inicial dos colmos;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALENCAR PAULO RUGERI206/10/201306/10/2015
AMANDA DA FONSECA BORGES210/04/201406/10/2015
CARLOS GUSTAVO RAASCH1201/08/201431/07/2015
CARLOS ROBERTO BÖNEMANN BUCHWEITZ210/04/201406/10/2015
KAIERRE MÜLLER BUBOLZ806/10/201306/10/2015
MARCEL DIEDRICH EICHOLZ506/10/201306/10/2015
ROBERTO TRENTIN402/06/201406/10/2015
WILLIAM RODRIGUES ANTUNES806/10/201306/10/2015

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 20.000,00

Página gerada em 13/12/2018 11:24:02 (consulta levou 0.084015s)