Nome do Projeto
ASPECTOS BIONÔMICOS E AVALIAÇÃO DE FUNGOS ENTOMOPATOGÊNICOS EM ESTÁGIOS DE DESENVOLVIMENTO DE Ctenocephalides felis e C. canis (SIPHONAPTERA, PULICIDAE)
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
25/09/2013 - 30/06/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Parasitologia
Resumo
Este projeto tem como objetivo avaliar fatores abióticos sobre os estágios de desenvolvimento das C. felis e C. canis e ação de fungos entomopatogênicos, estimando as exigências térmicas para o desenvolvimento desses sifonápteros, inventariando e verificando a sazonalidade relativa entre C. felis e C. canis em cães, na zona rural do município de Bagé, RS e rastreando e estudando a aplicação de isolados de fungos entomopatogênicos de criatórios naturais associados a cães da zona rural do município de Bagé, RS, sobre estágios imaturos desses sifonápteros. Para isso, cães naturalmente infestados serão mantidos durante a noite em gaiolas de metal, e coletados os ovos. Estes serão incubados em placas de Petry com papel filtro umedecido em água destilada estéril, com objetivo de obter larvas, pupas e adultos. As larvas serão alimentadas com ração para gatos, umedecida e enriquecida com 20% de farinha de sangue bovino, em placas de Petry, com papel filtro úmido. As pupas serão mantidas em tubos de ensaio tampados com nylon, até a emergência de adultos, quando serão identificados através de chaves específicas. Com o objetivo de estimar as exigências térmicas dos C. felis e C. canis, serão coletados 300 ovos que serão expostos às temperaturas de 18ºC, 22ºC, 26ºC, 30ºC e 34ºC em estufa B.O.D., com variação de temperatura de ± 0,2ºC. Para cada temperatura serão mantidos, em 10 repetições, 30 ovos, acondicionados individualmente em placas de Petry com papel filtro umedecido em água destilada estéril e acompanhados diariamente até a emergência dos adultos, estimando-se assim o período de desenvolvimento e a viabilidade das fases de desenvolvimento das Ctenocephalides nas diferentes temperaturas. Também serão coletadas mensalmente, durante 2 anos (fevereiro de 2013 a janeiro de 2015), pelo menos 10 pulgas por cão, em pelos menos 10 cães, em 2 propriedades rurais diferentes do município de Bagé, RS, com mais de 10 cães e que não utilizem controle sistemático dos sifonápteros, tanto no ambiente como nos cães. As coletas serão feitas no final de semana entre o dia 11 – 19 de cada mês. A captura consistirá em abertura dos pelos dos cães e imobilização das pulgas através de um chumaço de algodão embebido em álcool 70%. As pulgas serão coletadas através de pinça histológica de dissecção. Esses sifonápteros serão acondicionados em frascos plásticos, em álcool 70%, devidamente etiquetados por coleta e identificados, em estereomicroscópio, por chaves específicas.

Objetivo Geral

Objetivo geral
Avaliar fatores abióticos sobre os estágios de desenvolvimento das Ctenocephalides felis e C. canis, além de ação de fungos entomopatogênicos.

Objetivos específicos
Estimar as exigências térmicas das Ctenocephalides felis e C. canis;
Inventariar os sifonápteros e verificar a sazonalidade relativa entre Ctenocephalides felis e C. canis em cães da zona rural do município de Bagé, RS;
Rastrear e separar isolados de fungos entomopatogênicos em criatórios naturais associados a cães, de sifonápteros, na zona rural do município de Bagé, RS;
Estudar a aplicação in vitro de fungos entomopatogênicos isolados de criatórios naturais da zona rural do município de Bagé, RS, sobre estágios imaturos de Ctenocephalides felis e C. canis, como alternativa de controle biológico;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
EDUARDO BERNARDI225/09/201330/06/2015
GUILHERME ARAUJO COLLARES DA SILVA825/09/201323/06/2015
LUCAS DOS SANTOS MARQUES1201/11/201431/07/2015

Página gerada em 14/12/2018 08:14:37 (consulta levou 0.070232s)