Nome do Projeto
Coorte de Nascimentos de Pelotas de 2015: a influência dos determinantes precoces nos desfechos em saúde ao longo do ciclo vital
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/04/2014 - 30/12/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
Os estudos longitudinais prospectivos constituem-se em uma ferramenta de fundamental importância para o estudo das associações entre exposições precoces na vida e desfechos futuros em saúde. Nos últimos anos, uma variedade de coortes de gestantes e nascimento foi estabelecida em todo o mundo com este objetivo, contribuindo para a compreensão do papel do ambiente pré e pós-natal sobre a saúde ao longo da vida. O Centro de Pesquisas Epidemiológicas (CPE) da Universidade Federal de Pelotas vem acompanhando três coortes de nascimentos de base populacional iniciadas nos anos de 1982, 1993 e 2004 (representando cerca de 6.000, 5.300 e 4.500 nascimentos, respectivamente). [18] Esses estudos forneceram evidências relevantes em relação a diversos desfechos relacionados à saúde ao longo do ciclo vital e seus determinantes, especialmente no que diz respeito à saúde da criança e o seu desenvolvimento. [19- 23]. Todavia, nas coortes de nascimento muitas das exposições pré-natais de interesse são coletadas de maneira retrospectiva, o que pode introduzir alguns vieses e dificuldades metodológicas nos estudos. Diante desse contexto as coortes iniciadas na gestação possibilitam respeitar a natureza temporal dos acontecimentos, sendo menos susceptíveis ao viés de memória. Com este objetivo a Coorte de Nascimentos de 2015 terá início durante a gestação a fim de avaliar com detalhes as condições pré-natais maternas, buscando uma melhor compreensão das relações entre exposições intrauterinas e do início da vida e seu impacto em desfechos de saúde em longo prazo.

Objetivo Geral

O atual projeto pretende atender aos seguintes objetivos:
a) Avaliar e descrever as condições do pré-natal de todos os nascimentos previstos para o ano de 2015 na cidade de Pelotas (RS), Brasil, com especial atenção às características do cuidado pré-natal, história reprodutiva, utilização de serviços de saúde, prática de atividade física, morbidades ocorridas durante a gravidez e o uso de medicamentos;
b) Analisar a influência e os determinantes da prática de atividade física na gestação sobre a saúde materna e do recém-nascido, utilizando uma abordagem de ciclo vital, com base na mensuração do nível de atividade física medido por acelerometria e autorelato;

c) Mensurar a prática de atividade física do pai por meio da acelerometria e analisar a sua influência sobre aspectos da saúde da criança;

d) Avaliar e descrever os hábitos de vida adotados pelas gestantes pertencentes a coorte de nascimentos de Pelotas no ano de 2015, em relação ao uso de: fumo, álcool, drogas e cafeína durante a gestação, assim como variáveis antropométricas e de composição corporal como peso, altura, massa magra, massa gorda e conteúdo mineral-ósseo;

e) Investigar e descrever as características do período perinatal para todos os nascimentos que ocorrerão no ano de 2015 na cidade de Pelotas, Brasil, especialmente no que se refere a idade gestacional, peso e comprimento ao nascer, perímetro cefálico e torácico, tipo de parto e cuidados adotados (incluindo instalações e pessoal);

f) Investigar desfechos nos anos iniciais da vida, com ênfase no crescimento, amamentação, desenvolvimento psicomotor, infecções (pneumonia, diarreia, septicemia) e lesões, ao visitar todas as crianças da coorte quando elas tiverem 3, 12, 24 e 48 meses de idade;

g) Avaliar indicadores de saúde materna na gravidez e no primeiro ano pós-parto, como nutrição, a morbidade, a mortalidade e a utilização de cuidados de saúde;

h) Avaliar desigualdades nos indicadores de saúde materno-infantil avaliados com intuito de identificar grupos com maior necessidade de intervenções de saúde pública, a fim de subsidiar o planejamento local e a elaboração de políticas de saúde materna e infantil

i) Identificar todos os natirmortos, mortes precoces e neonatais tardias, as causas da morte de modo a averiguar e investigar como estas poderiam ter sido evitadas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE OLIVEIRA DOS SANTOS MORAES1201/08/201631/07/2017
ANDRESSA SOUZA CARDOSO1201/08/201531/07/2016
ANDRESSA SOUZA CARDOSO1201/08/201431/07/2015
BÁRBARA HEATHER LUTZ2001/03/201630/12/2019
BÁRBARA HIRSCHMANN ZARNOTT2001/08/201831/07/2019
BÁRBARA HIRSCHMANN ZARNOTT1201/08/201731/07/2018
CAMILA RODRIGUES NOGUEIRA1201/11/201431/07/2015
EDUARDA SILBERT LUZZI1201/01/201631/07/2016
FERNANDO CESAR WEHRMEISTER402/04/201430/12/2019
FERNANDO SILVA GUIMARÃES2001/01/201830/12/2019
GABRIEL VITOLLA DOS SANTOS1201/11/201631/07/2017
INDIÁRA ALEXANDRA VILELA DA SILVA1201/08/201431/12/2015
JOSEPH MURRAY420/10/201630/12/2019
JOÃO PEDRO RODRIGUES RIBEIRO1201/08/201631/07/2017
LUCIANA TOVO RODRIGUES216/01/201530/12/2019
MARIANGELA FREITAS DA SILVEIRA202/04/201430/12/2019
MARLOS RODRIGUES DOMINGUES202/04/201430/12/2019
MATHEUS CARRETT KRAUSE1201/05/201731/07/2019
MATHEUS CARRETT KRAUSE1201/08/201831/07/2019
NICOLAS GONÇALVES DA SILVA1201/08/201531/10/2016
OTÁVIO AMARAL DE ANDRADE LEÃO2001/01/201830/12/2019
THAYNÃ RAMOS FLORES2001/03/201531/07/2019
VANESSA IRIBARREM AVENA MIRANDA2001/03/201530/06/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 50.000,00

Página gerada em 24/01/2021 10:37:44 (consulta levou 0.091993s)