Nome do Projeto
As imagens são uma festa: estudo de Arte e Política nas comemorações cívicas no Rio de Janeiro entre 1890 e 1893
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
12/02/2014 - 01/05/2015
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - História - História do Brasil República
Resumo
Estudo das festas cívicas realizadas no Rio de Janeiro, nos anos de 1890 a 1893, especialmente a produção e usos de imagens visuais, buscando “ver” a própria atividade festiva como uma imagem em movimento e uma imagem cênica. A abordagem alia História Política e História Visual e da Arte, analisando ideias, agenciamento e significados políticos por meio de usos e práticas que envolvem a imagem. Analisam-se os mecanismos visuais que permitem a experimentação e vivência do mundo político, em atividades festivas cívicas, mediado pela imagem.

Objetivo Geral

O plano de estudos proposto para o pós-doutoramento constitui um desdobramento da pesquisa do doutorado e de pós-doutorado no país, finalizadas em 2006 e 2008, respectivamente, além das reflexões realizadas em intervenções acadêmicas, na preparação de seminário para a Pós-Graduação e nas orientações de TCC e dissertações de Mestrado. Essa trajetória de reflexões amadureceram a proposta ora apresentada que tem por objetivo o estudo das festas cívicas do calendário republicano, organizadas a partir do Decreto de 1890 que estabeleceu as Festas Nacionais. Visa-se verificar a presença de imagens visuais, principalmente artísticas, produzidas para integrarem as atividades de rua, bem como analisar as imagens da própria festa. Muitas vezes eram produzidas litogravuras e fotografias para serem publicadas nos jornais, almanaques e revistas. Trata-se de um conjunto de imagens com fins políticos não analisadas pela historiografia.
Tem-se em vista realizar um estudo sobre as festas cívicas do Calendário de Feriados Nacionais nos anos de 1890 a 1893, especialmente a produção e usos de imagens visuais, buscando “ver” a própria atividade festiva como uma imagem em movimento e uma imagem cênica. A abordagem alia História Política e História Visual e da Arte, analisando ideias, agenciamento e significados políticos por meio de usos e práticas que envolvem a imagem. Analisam-se os mecanismos visuais que permitem a experimentação e vivência do mundo político mediado pela imagem.
O ambiente e sensibilidade públicos nos primeiros anos republicanos no Brasil deu base para inúmeras manifestações, de diferentes categorias profissionais, partidárias, étnicas, que, entusiasmadas e organizando-se, programavam manifestações coletivas de rua e encomendavam e usavam objetos visuais que lhes identificava ou representava. São sobre estes objetos visuais que este projeto se debruça. Avança-se para ver como a própria festa cívica era imagem descrita (detalhadamente realizada pelos jornais) e era imagem visual. Essa abordagem tem sido perseguida nas pesquisas que venho realizando nestes últimos anos e se apoia nas teorizações sobre como a imagem agencia grupos, mobiliza sentimentos coletivos e organiza narrativas políticas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 56.280,00

Página gerada em 19/11/2019 08:55:52 (consulta levou 0.075471s)