Nome do Projeto
Desigualdades socioeconômicas no acesso a medicamentos para tratamento de doenças crônicas entre mulheres no Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
31/12/2012 - 31/12/2014
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Economia
Resumo
Este estudo busca avaliar a prevalência de acesso a medicamentos de uso contínuo para tratar hipertensão, doenças do coração, diabetes, bronquite/asma, problemas de saúde mental como depressão, ansiedade e insônia, anemia, artrite e reumatismo em mulheres, buscando examinar uma associação entre as desigualdades socioeconômicas e o acesso a medicamentos. Por utilizar uma base populacional, o estudo se diferencia dos realizados em serviços de saúde, sendo possível identificar o acesso a medicamentos para todos os indivíduos, mesmo os que não utilizam os serviços.

Objetivo Geral

Objetivos específicos:
• Elucidar a atual situação do acesso a medicamentos no país;
• Demonstrar a existência de desigualdades no acesso a medicamentos ligadas à questões socioeconômicas;
• Avaliar determinantes individuais, como variáveis demográficas e socioeconômicas, do uso uso de medicamentos;
• Analisar o acesso da população aos medicamentos através da avaliação da necessidade do uso e do percentual de medicamentos obtidos gratuitamente através do SUS em cada estrato econômico.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREA HOMSI DAMASO101/01/201331/12/2014
FLÁVIA KATREIN DA COSTAS2001/01/201331/12/2014

Página gerada em 14/12/2018 08:15:05 (consulta levou 0.057930s)