Nome do Projeto
Caracterização morfogenética de novo um patógeno associado a folhas e sementes de arroz e alterações metabólicas desencadeadas por esse patógeno nas plantas.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
21/04/2014 - 29/04/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Fitossanidade
Resumo
Entre as doenças da cultura do arroz encontram-se a mancha parda, comumente chamada de helmintosporiose, devido à nomenclatura dos agentes causais, antigamente pertencentes a um único gênero, Helminthosporium. Este foi dividido nos gêneros Bipolaris, Drechslera e Exserohilum, com base na morfologia dos conídios, na sua conidiogênese e associação com a fase perfeita, onde Bipolaris corresponde a Cochliobolus, Drechslera a Pyrenophora e Exserohilum a Setosphaeria. Bipolaris oryzae é considerado um dos mais importantes integrantes do complexo da helmintosporiose em arroz. No entanto, levantamentos em lavouras gaúchas confirmam a hipótese de que há um complexo de espécies causando mancha parda e não somente a B. oyzae como se acreditava. Além disso, vem se observando a presença de uma espécie de Drechslera associada às manchas em folhas de arroz, semelhantes às ocasionadas pelo B. oryzae, e em sementes. Esse fungo, ainda não foi corretamente identificado em nível de espécie e, nem quantificado seus danos. Sendo assim, o projeto tem como objetivo estudar esse novo patógeno associado a folhas e sementes de arroz. Para isso, são propostos estudos de caracterização morfogenética e estudo da variabilidade de Drechslera associadas a sementes e a folhas de arroz, interferência do estresse biótico ocasionado pela Drechslera sp. sobre plantas de arroz; respostas citológicas da planta e colonização do patógeno, respostas metabólicas em plântulas de arroz resistente e suscetível a Drechslera sp, quando expostas a baixas temperaturas durante a germinação. Para que seja possível a execução de todos os estudos propostos a projeto será desenvolvido nos laboratórios de Patologia de Sementes/Fungos Fitopatôgenicos e de Interação Planta – Patógeno da FAEM/UFPel e em casa de vegetação da mesma instituição e com colaboração do laboratório de cromatografia e metabolismo de plantas IQ/UFPel e com o laboratório de microbiologia da UFGRS.

Objetivo Geral

Identificar ao nível de espécie o fungo Drechslera sp. isolado de manchas em folhas e em sementes de arroz através da caracterização genética e morfológica, bem como verificar se ambos isolados pertencem a mesma espécie.
Estudar a variabilidade morfológica e genética de isolados monospóricos de Drechslera sp.
Avaliar a patogenicidade do fungo Drechslera sp. quando associada as sementes de diferentes cultivares, resistentes e suscetíveis de arroz, semeadas em diferentes temperaturas, bem como as rotas metabólicas ativadas na planta.
Avaliar o comportamento de diferentes cultivares, resistentes e suscetíveis, quando inoculadas com a Drechslera em diferentes estádios fenológicos quanto a incidência do fungo nas sementes, produção e componentes de rendimento, bem como as rotas metabólicas envolvidas.
Estudar as respostas citológicas da planta quanto à colonização do patógeno.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
LEANDRO JOSE DALLAGNOL321/04/201426/12/2016
MATHEUS MACHADO NOGUERA206/12/201430/06/2015
PRISCILA ROSSATTO MENESES602/06/201429/04/2017
RUI CARLOS ZAMBIAZI227/11/201428/12/2015
VIVIANA GAVIRIA HERNÁNDEZ502/06/201401/12/2015

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 22.000,00

Página gerada em 09/12/2019 22:16:03 (consulta levou 0.074767s)