Nome do Projeto
Inventariamento e Sinantropia de Aedini (Diptera, Culicidae) na Planície Costeira, Rio Grande do Sul, Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/04/2014 - 31/03/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Parasitologia - Entomologia e Malacologia de Parasitos e Vetores
Resumo
Dentro da temática entomologia médica, certamente são os mosquitos (Culicidae) os que mais têm atraído à atenção da saúde pública. Deve-se isso muito provavelmente à circunstância de encerrar organismos animais envolvidos na transmissão de múltiplas infecções ao homem e aos animais domésticos além de atuarem como insetos irritantes. Atualmente, a dispersão de arboviroses em áreas consideradas isoladas, têm se tornado um desafio para todo o mundo considerando-se a elevada carga individual e social associada e a complexidade das ações necessárias para o seu controle. Apesar das pesquisas com Culicidae no pampa date inicialmente de 1930 por Primio (1935), ainda existe carência de informações sobre a fauna culicidológica na região Sul. A presente pesquisa objetiva inventariar espécies de Aedini (Culicidae) na Planície Costeira, Rio Grande do Sul avaliando o grau sinantrópico dos espécimes encontrados. Serão realizadas coletas de amostras das populações nas áreas urbana, rural e silvestre na região fisiográfica da Planície Costeira do Rio Grande do Sul, no período de doze meses. Para inventariar as espécies de Aedini da região, serão instaladas mensalmente três armadilhas luminosas do tipo CDC-HP (Center for Disease Control), proposta por Pudego et al. (2005) e ou três armadilhas CDC-CO2, com exposição de 48 horas. Os espécies coletados serão transportados para o laboratório de Entomologia no Departamento de Microbiologia da UFPel e após identificado a partir das descrições de chaves dicotômicas para adultos. O inventariamento das formas imaturas na área urbana será realizado a partir de coletas semanais, acompanhando os trabalhos realizados pela Secretaria de Vigilância Entomológica do município de Pelotas, RS /Programa de Combate à Dengue. As formas imaturas serão encaminhadas para laboratório e quando identificadas as espécies Aedes aegypti e Aedes albopictus, serão quantificadas e tabuladas para posterior análise dos dados. As larvas não identificadas como tais espécies serão encaminhadas para o Laboratório de Entomologia da Universidade Federal de Pelotas, identificadas a partir de chaves dicotômicas para imaturos, quantificadas e tabuladas para análise dos dados. Índice de Sinantropia será baseado através de metodologia de Nuorteva (1963). A proposta deste trabalho deve possibilitar quais espécies de Aedini estão presentes na região da Planície Costeira do Rio Grande do Sul bem como demonstrar quais podem ser potenciais vetores de arboviroses.

Objetivo Geral

Objetivos gerais:
• Inventariar espécies de Aedini (Culicidae) na Planície Costeira, Rio Grande do Sul avaliando o grau sinantrópico dos espécimes encontrados.

Objetivos específicos:
• Identificar espécies de Aedini na Planície Costeira, no Rio Grande do Sul, observando prevalência e coexistência em área urbana, rural e mata;

• Verificar a prevalência das espécies coletados de Aedini em diferentes ambientes, considerando seu status quanto à sua competência na transmissão de arboviroses e importância à saúde pública;

• Avaliar a flutuação populacional das espécies de Aedini mediante a influência de temperatura, umidade relativa do ar e precipitação pluviométrica.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FRANCIELLY FELCHICHER215/04/201431/03/2016
LUCAS DOS SANTOS MARQUES215/04/201431/03/2016
PATRICIA JACQUELINE THYSSEN215/04/201431/03/2016
PAULINO SIQUEIRA RIBEIRO2015/04/201431/03/2016

Página gerada em 17/12/2018 03:24:44 (consulta levou 0.076477s)