Nome do Projeto
Avaliação farmacológica de frutos nativos em modelo animal de síndrome metabólica
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/07/2014 - 01/07/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Farmácia
Resumo
A pitangueira (Eugenia uniflora L.) começou a ser estuda devido aos benefícios à saúde atribuídos às folhas, pois essas são utilizadas no tratamento de inúmeras desordens, tais como, hipercolesterolemia, gota, doenças digestivas, hepáticas e inflamatórias. Além disso, estudos demonstraram ações benéficas como à redução dos triglicerídeos, diminuição da pressão arterial, redução do ganho de peso e diminuição dos níveis de glicose no sangue. No entanto, além das folhas da pitanga apresentarem compostos com propriedades benéficas a saúde como os antioxidantes naturais, os frutos também possuem compostos com atividade biológica. Os frutos de Psidium cattleianum Sabine podem ser divididos em dois morfotipos denominados araçá-amarelo e araçá-vermelho. Essas frutas são potencialmente ricas em metabólitos secundários e, consequentemente, possuem propriedades funcionais de interesse científico. Apresentam alto teor de flavonóides, carotenóides, antocianinas e compostos fenólicos, que geralmente, são associados com propriedades biológicas importantes, como o aumento na proteção contra o estresse oxidativo, atividade antimicrobiana e anticarcinogênica. Estudos demonstraram uma atividade antimicrobiana, antiproliferativa e antioxidante de extrato de araçá in vitro. Outros efeitos incluem o aumento da atividade da superóxido dismutase, atividade antidepressiva e o desacoplamento parcial da fosforilação oxidativa em mitocôndrias cardíacas. A síndrome metabólica tem despertado enorme interesse na comunidade científica, uma vez que é caracterizada por uma série de fatores ou condições de risco a doenças cardiovasculares. Entre esses fatores, agrupados sob o denominador comum da resistência à insulina (RI), estão à obesidade visceral, a intolerância à glicose, a hipertensão arterial sistêmica, a hipertrigliceridemia e os níveis baixos de HDL. Considerando o que foi exposto, a proposta deste estudo é de avaliar os efeitos de extratos de diferentes frutos nativos sobre parâmetros bioquímicos e comportamentais em modelo animal de síndrome metabólica.

Objetivo Geral

- Avaliar in vivo a atividade anti-dislipidêmica e hipoglicemiante de Eugenia uniflora e Psidium cattleianum Sabine no modelo animal de síndrome metabólica;
- Avaliar in vivo a ação antioxidante dos extratos de frutos de Eugenia uniflora e Psidium cattleianum Sabine frente ao modelo animal de síndrome metabólica;
- Avaliar o efeito dos extratos de Eugenia uniflora e Psidium cattleianum Sabine sobre a atividade das ectonucleotidases e adenosina deaminase no modelo experimental de síndrome metabólica;
- Avaliar o efeito dos extratos de Eugenia uniflora e Psidium cattleianum Sabine sobre parâmetros comportamentais no modelo de síndrome metabólica.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CHRISTINE BERNY VÖLZ401/07/201401/07/2015
CLAITON LEONETI LENCINA201/07/201401/07/2017
GIOVANA DUZZO GAMARO112/05/201501/07/2017
LAIZ XAVIER RODRIGUES FALCÃO401/07/201401/07/2015
LORENÇO TORRES MENDONÇA401/07/201401/07/2015
NATÁLIA PONTES BONA1201/08/201531/07/2016
NATÁLIA PORTO FLORES401/07/201401/07/2015
PATHISE SOUTO OLIVEIRA801/07/201401/07/2017
PÂMELA GONÇALVES DA SILVA1201/08/201531/07/2016
PÂMELA GONÇALVES DA SILVA1201/08/201431/07/2015
PÂMELA GONÇALVES DA SILVA401/07/201401/05/2015
REJANE GIACOMELLI TAVARES112/05/201501/07/2017
ROSELIA MARIA SPANEVELLO101/07/201401/07/2017
TIANE LERM RODRIGUES1201/08/201531/07/2016

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 50.000,00

Página gerada em 22/11/2019 21:15:55 (consulta levou 0.067158s)