Nome do Projeto
Impacto da Saúde Bucal e Fatores Emocionais na Qualidade de Vida de Idosos Inseridos em um Centro de Convivência
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
11/02/2015 - 01/08/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
A população mundial vem envelhecendo nos últimos anos no Brasil e no mundo. Assim, é imprescindível que estudos sejam realizados para contribuir na elaboração de estratégias de saúde bucal para esta faixa etária da população. O objetivo deste estudo epidemiológico transversal será investigar fatores relacionados à saúde bucal e emocional de idosos inseridos em um Centro de Extensão em Atenção à Terceira Idade – CETRES, Pelotas, buscando-se o entendimento sobre como estes fatores são percebidos por eles e como afetam a qualidade de vida destes indivíduos. Será realizada uma avaliação epidemiológica, baseada nos critérios da Organização Mundial de Sáude para identificação das necessidades relacionadas à saúde bucal. Além disso, serão realizadas entrevistas com a aplicação de questionários a fim de se obter informações relacionadas a presença ou ausência de sinais e sintomas de disfunção têmporomandibular, ansiedade, depressão, felicidade, senso de coerência e autopercepção dos idosos sobre as condições da saúde bucal e o impacto dessas condições na qualidade de vida. A aplicação de questionários e a coleta de dados serão realizados por examinadores devidamente calibrados. Estes dados serão tabulados para posterior análise estatística, onde inicialmente será realizada a análise descritiva dos resultados e posteriormente será avaliado o efeito das variáveis independentes no desfecho qualidade de vida relacionada à saúde bucal através de Análise Bi-variada (Qui-quadrado e Qui-quadrado para Tendência Linear) e multivariada (regressão de Poisson).

Objetivo Geral

O objetivo deste estudo epidemiológico transversal será investigar a saúde bucal e emocional de idosos inseridos no Centro de Extensão em Atenção à Terceira Idade – CETRES, Pelotas, RS, buscando-se o entendimento sobre como estes fatores são percebidos por eles e como afetam a qualidade de vida relacionada à saúde bucal destes indivíduos.
Objetivos específicos:
Identificar a situação de saúde bucal e a demanda odontológica existente na população avaliada e correlacionar este aspecto à qualidade de vida, à autopercepção e aos fatores socioeconômicos destes indivíduos;
• Avaliar a autopercepção dos idosos sobre as condições da saúde bucal e identificar quais fatores investigados interferem nesta percepção;
• Investigar a influência de fatores psicológicos (nível de ansiedade, depressão, felicidade, senso de coerência), aspectos socioeconômicos e qualidade de vida na ausência ou presença de sinais e sintomas de disfunção temporomandibular (DTM);
• Investigar o impacto de aspectos socioeconômicos na autopercepção sobre a qualidade de vida relacionada à saúde bucal;
• Investigar a influência de fatores psicológicos (nível de ansiedade, depressão, felicidade, senso de coerência) na qualidade de vida e saúde bucal de idosos inseridos em um grupo de convivência.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA PAULA PERRONI411/02/201501/08/2016
FERNANDA WEINGÄRTNER MACHADO411/02/201501/08/2016

Página gerada em 19/10/2019 16:50:57 (consulta levou 0.099912s)