Nome do Projeto
Avaliação imunohistoquímica de tumores da glândula mamária de caninos e de polimorfismos oncogênicos da p53 e do MDM2, na região de Pelotas – RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/06/2014 - 31/05/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Multidisciplinar - Biotecnologia
Resumo
Tumores da glândula mamária ocorrem comumente em cães, ratos, camundongos e com menos frequência em gatos, mas pouco se sabe a hereditariedade desta neoplasia em uma população normal cães. Dados científicos revelam que o câncer mamário é frequentemente diagnosticado em cadelas respondendo por 70% de todos os casos de câncer. O estrogênio e a progesterona têm papel fisiológico e fundamental na glândula mamária normal em desenvolvimento, mas também estão implicados no desenvolvimento de neoplasias. A predisposição genética inclui alterações nos fatores que promovem o ciclo celular, a inativação de genes supressores de tumor, inibição da apoptose ou o prolongamento do período de vida celular. Outros fatores como a dieta e fatores ambientais, podem influenciar no desenvolvimento de câncer de mama. A predisposição no desenvolvimento de câncer em certas raças sugere a presença de um componente genético. Ainda não foi identificada em cães, uma mutação genética relacionada com o desenvolvimento do câncer de mama, tanto em fêmeas como em machos. Em virtude do aumento da demanda é necessário acrescentar outros métodos além da classificação histológica convencional. A análise do DNA poderá ser usada para relacionar alterações na ploidia do DNA, visando relatar o grau e o prognóstico dos carcinomas de mama como tem sido feito para humanos, onde tumores aneuploides têm menores taxa de sobrevivência aos tumores diploides. Relatos com análise do DNA em patologia veterinária são esparsos, mas a ploidia do DNA em tumores caninos, em relação à histologia tem sido reportado. Uma das principais mutações estudadas estão nops genes TP53 e MDM2. Em muitos cânceres, mutações no gene TP53 têm sido identificadas como eventos iniciais em tecidos pré-malignos, em particular aqueles expostos a carcinógenos ambientais. Assim, este projeto visa estudar os tumores da glândula mamária de caninos através de imunohistoquímica e relacioná-los com a frequência de polimorfismos genéticos da p53 e do MDM2, através de técnicas avançadas de biologia molecular.

Objetivo Geral

OBJETIVOS:
a. Objetivos Gerais:
• Estudar os tumores da glândula mamária de caninos através de imunohistoquímica e relacioná-los com a frequência de polimorfismos genéticos da p53 e do MDM2, através de técnicas avançadas de biologia molecular.
b. Objetivos Específicos:
• Detectar por imunohistoquímica a presença dos tumores malignos nas glândulas mamárias de caninos;
• Verificar a frequência e o perfil dos genótipos do polimorfismo da p53 e do MDM2.
• Correlacionar os tumores malignos com a frequência de polimorfismo genéticos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CLAUDIA PINHO HARTLEBEN201/06/201431/05/2016
FABIANA KOMMLING SEIXAS201/06/201431/05/2016
ODIR ANTONIO DELLAGOSTIN201/06/201431/05/2016
TIAGO VEIRAS COLLARES201/06/201431/05/2016

Página gerada em 12/11/2019 21:54:58 (consulta levou 0.066897s)