Nome do Projeto
Desigualdades sociais nos gastos com insumos e serviços de assistência em saúde bucal das famílias brasileiras: análise de dados secundários nacionais
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2014 - 01/08/2016
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
Embora existam dados nacionais disponíveis sobre os gastos privados com saúde, são raros os estudos que avaliaram as desigualdades econômicas no padrão desses gastos. Não há estudos publicados no Brasil que avaliaram especificamente os gastos privados das famílias com saúde bucal e qual sua evolução ao longo dos anos. O presente estudo tem por objetivo fazer uma análise a partir de dados de inquéritos nacionais e dos sistemas de informação em saúde para avaliar as desigualdades sociais nos gastos privados com saúde bucal das famílias brasileiras. Serão obtidos e analisados dados da Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF), do Sistema de Informações Ambulatoriais do Sistema Único de Saúde (SIA-SUS), do Cadastro Nacional de Estabelecimentos em Saúde e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). As bases de dados a serem analisadas são de domínio público e serão obtidas no sítio eletrônico do IBGE e do DATASUS. A evolução dos gastos com produtos de higiene bucal e serviços de assistência será comparada entre três acompanhamentos da POF, observando se houve redução ou aumento das desigualdades sociais aos longo dos anos. Os dispêndios totais com assistência em saúde bucal serão analisados a respeito de seu impacto na renda das famílias nos diferentes anos da POF. Serão preditores investigados as características socioeconômicas e demográficas das famílias (região do país, zona de residência, sexo do chefe do domicílio, escolaridade do chefe do domicílio, cor da pele do chefe do domicílio, composição familiar e idade dos componentes, renda familiar mensal per capita) e característica da condição de vida e saúde das famílias. Por fim, será avaliado se os gastos com assistência em saúde bucal estão correlacionados com a oferta de serviços odontológicos públicos ou associados com o pagamento de planos odontológicos privados. Os dados serão analisados em programa estatístico apropriado para análises complexas, levando em conta o desenho amostral da POF e a variável fator de expansão disponibilizada pelo IBGE. Os resultados irão demonstrar a evolução das desigualdades sociais nos gastos privados com saúde bucal da população brasileira, contribuindo com a avaliação e orientação de políticas públicas de saúde bucal.

Objetivo Geral

Avaliar as desigualdades sociais nos gastos privados com insumos e serviços de assistência em saúde bucal das famílias brasileiras.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALEXANDRE EMIDIO RIBEIRO SILVA101/08/201401/12/2017
EDUARDO DICKIE DE CASTILHOS101/08/201401/12/2017
MARIA BEATRIZ JUNQUEIRA DE CAMARGO101/08/201401/12/2017
VALENTINA CRUGEIRA BARBIERI1201/11/201431/07/2015

Página gerada em 14/11/2019 09:50:35 (consulta levou 0.071292s)