Nome do Projeto
EFEITOS DA NEBULOSIDADE NA INTERAÇÃO SOLO-PLANTA-ATMOSFERA EM ÁREAS DE FLORESTA E PASTAGEM NO SUDOESTE DA AMAZÔNIA
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
23/06/2014 - 31/10/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Geociências
Resumo
O aumento da nebulosidade em várias regiões do mundo tem motivado estudos sobre a influência da cobertura de nuvens na assimilação do carbono em diversos tipos de cobertura vegetal. Na Região Amazônica, analises de tendência de cobertura de nuvens sugerem que uma mudança climática regional pode já estar ocorrendo. Devido a extensão da floresta Amazônica, mesmo pequenas mudanças na fotossíntese do dossel da floresta causada por modificações na quantidade de cobertura de nuvens ou aerossóis têm potencial de causar mudança substancial no ciclo global do carbono. Com isso, o objetivo deste trabalho é analisar como a nebulosidade influencia na partição da irradiância solar global em componentes direta e difusa, assimilação de carbono e emissão de radiação de onda longa pela atmosfera em áreas de floresta e pastagem na Amazônia. Para desenvolver o trabalho serão utilizados dados coletados entre junho de 2005 e dezembro de 2010 de irradiância solar global (Sin) e irradiância solar refletida pela superfície (Sout), radiação fotossinteticamente ativa incidente (PARin) e refletida (PARout), radiação de onda longa atmosférica (Lin) e emitida pela superfície terrestre (Lout), saldo de radiação (Rn), precipitação (P), temperatura (T) e umidade relativa do ar (UR), temperatura (Ts) e umidade do solo (Us) e velocidade e direção do vento. Medições de fluxos de dióxido de carbono (CO2), calor latente e calor sensível foram realizadas através da técnica de Eddy Covariance para o mesmo período das variáveis meteorológicas. Esses dados foram medidos em dois sítios experimentais pertencentes à rede de torres do Experimento de Grande Escala da Biosfera-Atmosfera na Amazônia – LBA, sendo um representativo de área de floresta (Reserva Biológica do Rio Jaru) e outro de área de pastagem (Fazenda Nossa Senhora), localizados nos municípios de Ji-Paraná e Ouro Preto d’Oeste, Rondônia, respectivamente. Como resultados, espera-se elevar o conhecimento sobre a influência da nebulosidade na partição da irradiância solar global em componentes direta e difusa, bem como na assimilação de carbono e no balanço de energia em áreas de floresta e pastagem no sudoeste da Amazônia. Pretende-se obter um modelo empírico que possa estimar satisfatoriamente a irradiância solar difusa e a radiação de onda longa atmosférica. Além disso, o principal resultado será contribuir para o fortalecimento do departamento de meteorologia da UFPel em pesquisas relacionadas a mudanças climáticas e a Amazônia.

Objetivo Geral

Os objetivos a serem alcançados consistem:
1) Analisar a influência da nebulosidade na partição da irradiância solar global em radiação direta e difusa em área de pastagem no sudoeste da Amazônia;
2) Desenvolver modelos empíricos para estimar a irradiância solar difusa em área de pastagem no sudoeste da Amazônia;
3) Analisar a influência da nebulosidade na assimilação de carbono e no balanço de energia em áreas de floresta e pastagem no sudoeste da Amazônia;
4) Desenvolver modelos empírico-analíticos para estimar a radiação de onda longa atmosférica em todas as condições de cobertura do céu em áreas de floresta e pastagem no sudoeste da Amazônia.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CARLOS ALBERTO DIAS PINTO423/06/201431/10/2015
GRACIELA REDIES FISCHER223/06/201431/10/2015
GUILHERME ALVES BORGES423/06/201431/10/2015
LEONARDO JOSÉ GONÇALVES AGUIAR3623/06/201431/10/2015

Página gerada em 17/06/2019 06:17:46 (atualização a cada 15 minutos)