Nome do Projeto
O que as crianças pensam sobre frutas, legumes e verduras? Um estudo sobre consumo alimentar entre escolares
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/01/2015 - 31/12/2015
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências da Saúde - Nutrição
Resumo
A ingestão de uma maior variedade de frutas e verduras garante a adequação do consumo da maior parte dos micronutrientes, fibras e fatores nutricionalmente essenciais à manutenção da saúde (BRASIL, 2006). Apesar do incentivo das instituições de saúde, crianças em idade escolar apresentam consumo de FV aquém das recomendações (ASSIS et al., 2010). Para essa faixa etária esse comportamento tem consequências importantes, a curto e a longo prazo (PONTES et al., 2009; MADRUGA et al., 2011). Muitas intervenções em saúde vêm sendo realizadas no intuito de aumentar o consumo de FV entre crianças (PERIKKOU et al., 2013), que no entanto, não têm conseguido modificar o perfil de consumo dos escolares. Possivelmente essa modificação não ocorre pela valorização dada aos aspectos técnicos da nutrição nas intervenções, em detrimento dos fatores socioculturais envolvidos no comportamento e no hábito alimentar (BLEIL, 1998). Portanto é importante conhecer os componentes envolvidos no consumo de FV de crianças, pois comer é um fenômeno que comporta grande complexidade (MOTTA e BOOG, 1991). No entanto poucos são os estudos que abordam esses aspectos. Por isso o objetivo desse estudo é avaliar barreiras e valores socioculturais associados ao consumo de FV entre crianças (6-7 anos), em Pelotas, Rio Grande do Sul (RS). Para tanto este trabalho pretende utilizar a abordagem qualitativa para obter uma aproximação investigativa. Para que o estudo se desenvolva, um conjunto de técnicas será utilizado. Serão realizadas conversas informais, conversas dirigidas, discussões em grupo com uso de imagens e produção de desenhos, e observação do ambiente e das interações entre elas.

Objetivo Geral

Geral
Avaliar valores socioculturais associados às FLV entre crianças (6-7 anos), em Pelotas, Rio Grande do Sul (RS).

Específicos
Avaliar o consumo de FLV, seus determinantes e os motivos para o não consumo desses alimentos entre as crianças.
Investigar quais os aspectos socioculturais, situacionais e individuais/familiares atrelados às FLV na perspectiva das crianças.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
HELEN DENISE GONCALVES DA SILVA201/01/201531/12/2015
IVANA LORAINE LINDEMANN201/01/201531/12/2015
MERLEN NUNES GRELLERT3001/01/201531/12/2015

Página gerada em 18/09/2019 04:26:12 (consulta levou 0.098125s)