Nome do Projeto
Governança em Cooperativas de Crédito: Uma análise dos efeitos das novas regulamentações do Banco Central do Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/04/2015 - 16/12/2016
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Administração - Administração de Setores Específicos
Resumo
Considerando a relevância das cooperativas de crédito no sistema financeiro nacional e a importância de se garantir uma gestão democrática e compartilhada, em 2008 o Banco Central do Brasil (BACEN) elaborou o Projeto Governança Cooperativa, que busca orientar as cooperativas de crédito a adotar e definir diretrizes de boas práticas (BACEN, 2014). Entre outras recomendações, esse projeto sugere que as cooperativas com mais de 3 mil associados adotem um novo modelo de processo assemblear, organizando-se no formato de nucleação dos associados, o que faz com que aconteçam assembleias de núcleo para as deliberações necessárias. Apesar do número de cooperativas e sua representatividade na economia de diversos países, a análise de sua governança vem recebendo limitada atenção acadêmica. Como algumas exceções pode-se consultar os estudos de Bakaikoa, Errasti e Begiristain (2004), Birchall e Simmons (2004), Jussila, Goel e Tuominen (2012), Chaddad e Iliopoulos (2013), Liang, Hendrikse, Huang e Xu (2014). No Brasil, apesar da proposta do Banco Central que busca tornar mais efetiva a participação dos associados no processo decisório, não foram encontrados estudos que tenham verificado os resultados gerados pela sua adoção. Assim, o presente estudo parte das seguintes questões de pesquisa: a despeito do grande crescimento das cooperativas de crédito no Brasil e da regulamentação realizada pelo Banco Central do Brasil (Bacen) nos últimos anos no que se refere à sua governança, quais os efeitos da adoção de novas sistemáticas para melhoria da governança nas cooperativas de crédito? O modelo proposto pelo Bacen contribui para aproximar os associados da cooperativa à qual estão vinculados? Com base nesta contextualização, o objetivo central deste projeto é verificar os efeitos das novas regulamentações do Banco Central, elaboradas e publicadas a partir de 2008, sugerido pelo referido banco no Projeto Governança Cooperativa, a partir de sua adoção em cooperativas de crédito rural e de livre admissão localizada no Estado do Rio Grande do Sul. Verificou-se também se esse novo modelo atende a expectativa de aproximar a cooperativa do associado e da comunidade na qual está inserida.

Objetivo Geral

Objetivo geral:

• Identificar os efeitos das novas regulamentações do Banco Central, elaboradas e publicadas a partir de 2009, sugerido pelo referido banco, a partir de sua adoção em cooperativas de crédito rural e de livre admissão.

Objetivos específicos:

• Mapear e identificar as cooperativas de crédito rural e de livre admissão da metade sul do RS;
• Identificar as ações adotadas pelas referidas cooperativas, com base nas normativas estabelecidas pelo Bacen sobre governança cooperativa;
• Identificar a percepção dos associados sobre as mudanças ocorridas na sua cooperativa com as regulamentações do Bacen;
• Identificar a percepção da administração (diretoria e conselho de administração) das cooperativas sobre as mudanças ocorridas na sua cooperativa com as regulamentações do Bacen;
• Avaliar o efeito dessas mudanças na participação dos associados nas decisões das cooperativas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE CASTRO JANSEN201/04/201516/12/2016
ELVIS SILVEIRA MARTINS201/04/201516/12/2016
EVELIZE MACHADO HOLZ201/04/201516/12/2016
TAUANA KLUMB DA SILVA201/04/201516/12/2016

Página gerada em 17/11/2019 15:53:31 (consulta levou 0.069981s)