Nome do Projeto
ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS E BIOQUÍMICAS EM SEMENTES DE ARROZ EM DIFERENTES CONDIÇÕES DE TEMPERATURAS E ARMAZENAMENTO
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/04/2015 - 03/04/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Fisiologia de Plantas Cultivadas
Resumo
O arroz, Oryza sativa, é cultivado em todo o mundo, sendo considerado o alimento básico para mais da metade da população mundial, onde os maiores consumidores estão na Ásia e na África. Dentre os principais produtores mundiais o Brasil se destaca entre os 10 primeiros, e o Rio Grande do Sul como o maior produtor do país. A capacidade de uma semente em manter sua qualidade durante o armazenamento depende da longevidade inerente à espécie, da sua qualidade inicial e das condições ambientais de armazenamento. Durante o armazenamento as sementes sofrem a influência de vários fatores, sendo a umidade relativa e a temperatura citadas como os principais, por estarem relacionados diretamente com o processo de deterioração. A umidade relativa do ar tem relação direta com o teor de água das sementes, além de influenciar os diferentes processos metabólicos que estas sofrem durante a armazenagem, enquanto a temperatura influência a velocidade dos processos bioquímicos e interfere indiretamente no teor de água das sementes. A preservação e a manutenção da qualidade das sementes, mantendo o mais próximo possível do momento da colheita é o principal objetivo do armazenamento. Assim, a avaliação do potencial fisiológico das sementes, através de testes de viabilidade e vigor, associados a testes que expressem alterações bioquímicas nas sementes poderão disponibilizar resultados mais consistentes na determinação do nível de estresse ocasionado durante o armazenamento da semente.

Objetivo Geral

Objetivo Geral
Avaliar o potencial fisiológico e mecanismos bioquímicos em sementes de arroz submetidas a diferentes temperaturas e períodos de armazenamento.
Objetivos específicos
Estimar o potencial fisiológico em sementes de arroz submetidas a diferentes temperaturas e períodos de armazenamento;
Determinar a atividade respiratória de sementes de arroz, submetidas ao estresse por temperaturas em diferentes períodos de tempo;
Avaliar mecanismos de defesa antioxidante em sementes de arroz, relacionando a temperatura e o tempo de exposição.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALESSANDRA VOLLMANN4001/04/201503/04/2017
CAROLINE LEIVAS MORAES501/04/201503/04/2017
CRISTINA FERREIRA LARRE301/04/201503/04/2017
FERNANDA REOLON TONEL501/04/201503/04/2017
JOSIANE CARLA ARGENTA501/04/201503/04/2017
NATÁLIA SILVEIRA CORRÊA501/04/201503/04/2017
RAFAEL REZENDE DA SILVEIRA601/04/201503/04/2017
RAFAEL REZENDE DA SILVEIRA1201/08/201531/07/2016
TARAUEL RODRIGUES LOPES501/04/201503/04/2017
THIAGO DE ALMEIDA OLLÉ601/04/201503/04/2017

Página gerada em 15/12/2019 03:51:45 (consulta levou 0.070340s)