Nome do Projeto
O texto/gênero textual como objeto de estudo no ensino de língua: estratégias para desenvolver a capacidade leitora e seus efeitos na expressão escrita
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
18/07/2015 - 17/07/2017
Unidade de Origem
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Linguística
Resumo
Os resultados com o ensino de língua no nível básico mostram que ainda estamos muito aquém de nossas expectativas, ou seja, de formar um aluno que saiba expressar-se com clareza e objetividade na língua materna, tanto na modalidade falada quanto na escrita. Não se trata de formar um bom orador ou um grande escritor, mas que ele consiga usar a língua de modo adequado para se comunicar no meio em que vive. Para tanto, centraremos esforços em estratégias e atividades que desenvolvam a capacidade de ler e de escrever. Tomaremos como base teórica, os estudos de autores que pesquisam sobre os gêneros textuais orais e escritos, a textualidade, as regras gramaticais, as estruturas textuais e elementos discursivos, enfim, acerca de aspectos que dizem respeito à produção, circulação e recepção dos textos usados em nosso cotidiano. Dentre eles, citamos Geraldi (1991, 2006), Possenti (2002), Neves (2000, 2003), Travaglia (2003, 2004), Kleiman e Moraes (2007), Bronckart ( 2008), Antunes ( 2009), Marcuschi (2002, 2008), Schneuwly e Dolz (2010), koch e Elias (2010). Assim como esses estudiosos da linguagem, também defendemos a necessidade de repensar a prática do ensino de língua no meio acadêmico e escolar. A partir dessa perspectiva, urge que sejam reformuladas as concepções de ensino de língua, principalmente no que se refere à abordagem da gramática, e que os tradicionais exercícios de identificação e classificação das regras da língua cedam espaço a estratégias de leitura, de produção textual oral e escrita e de análises linguísticas, com ou sem nomenclaturas, dependendo dos objetivos e dos níveis de ensino, como já orientam os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNs) há mais de uma década. Esse modo de trabalhar a língua também traz efeitos no processo avaliativo, em especial no que tange à produção escrita, pois essa atividade deixará de funcionar como mero instrumento de avaliação e assumirá seu verdadeiro papel de estabelecer interação social. Outro aspecto importante, e que está diretamente relacionado à prática escolar, é o livro didático. Esse instrumento tem servido de referência teórica e metodológica a um grande número de professores do ensino básico, e de português, de maneira específica, sendo assim, esse material precisa ser estudado em nossas pesquisas voltadas ao trabalho com a língua. Por fim, é urgente que formemos professores de língua que sejam pesquisadores, ou seja, que transformem suas salas de aula em laboratórios de leitura e de escrita.

Objetivo Geral

Objetivo geral:
Investigar e refletir sobre a realidade do ensino de língua no meio escolar, tendo em vista a criação de diferentes espaços onde o acadêmico possa testar e praticar diferentes estratégias de leitura dos mais variados gêneros textuais, verificando seus efeitos na capacidade de se expressar por escrito.
Objetivos específicos:
*repensar o papel social do ensino de língua, reorganizando-o com base no texto/gênero textual como objeto de estudo, identificando novas metodologias para essa prática pedagógica (com foco na leitura e na escrita);
*ter como base teorias do texto e do discurso, mais precisamente a teoria interacionista sociodiscursiva e, por meio delas, oportunizar revisão bibliográfica acerca da definição e do uso do gênero textual, diferenciando-o da abordagem tipológica;
*refletir a respeito do ensino de gramática, buscando encontrar formas diferenciadas de trabalhá-la, levando em conta seu uso e o sentido que constrói no texto;
*analisar e refletir sobre a abordagem do gênero textual, oral e escrito, no livro didático de português;
* abrir espaço para que a pesquisa teórica e empírica envolva tanto o estudante de Letras quanto o professor em serviço. Consiste em estabelecer relação entre a teoria e a prática, isto é, em levar a teoria aos profissionais que estão atuando em sala de aula e trazer suas experiências ao meio acadêmico, melhorando a qualidade do ensino de modo geral.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BIOLANGE OLIVEIRA PIEGAS401/06/201617/07/2017
CLEIDE MARTINEZ DA SILVA MARTINS619/07/201331/08/2014
ELENICE BOTELHO ANTUNES401/11/201417/07/2015
JULIA BUCHORN FAGUNDES621/03/201617/07/2017
LETICIA FONSECA RICHTHOFEN DE FREITAS418/07/201517/07/2017
LUISA SANTANNA GOMES601/06/201631/07/2016
MARISA FERNANDA PEGORARO BRISOLARA406/03/201717/07/2017
MURILO NEVES DOS SANTOS621/03/201631/05/2016
SUSANE DA SILVA COSTA401/06/201617/07/2017
VÍVIAN BONOW BOEIRA401/09/201417/07/2015

Página gerada em 18/04/2019 12:00:24 (consulta levou 0.064221s)