Nome do Projeto
Campylobacter termofílicos na cadeia produtiva de frangos de corte no sul do Rio Grande do Sul: epidemiologia, caracterização molecular e estrutura genômica
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/11/2015 - 02/11/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Microbiologia de Alimentos
Resumo
O gênero Campylobacter é composto por 24 espécies, dentre as quais, C. jejuni, C. coli, C. lari e C. upsaliensis são denominadas espécies termofílicas devido a sua temperatura ótima de crescimento oscilar entre 42ºC e 43ºC. Dessas, C. jejuni e C. coli são as espécies mais frequentemente isoladas, sendo responsáveis por 95% dos casos de campilobacteriose em humanos. As aves, especialmente os frangos, são consideradas reservatórios primários de Campylobacter termofílicos, sendo normalmente portadores assintomáticos, possivelmente devido à temperatura corporal desses animais ser em torno de 42ºC. A maioria dos casos de campilobacteriose é associada ao consumo de carne de aves crua ou mal cozida, ou pela contaminação cruzada de carne de aves para alimentos consumidos in natura. No Brasil, assim como em outros países em desenvolvimento, poucos casos de doenças de origem alimentar são atribuídos a essa bactéria, principalmente devido a falhas no processo de notificação e por não existirem programas nacionais de vigilância destinados ao acompanhamento de campilobacteriose. Desse modo, é importante analisar a estrutura genômica de isolados provenientes de diferentes fontes e distintos filogeneticamente. Dessa forma, pretende-se avaliar a cadeia produtiva como um todo, determinando o potencial patogênico desses isolados, bem como os mecanismos associados à resistência a antimicrobianos e a relação filogenética entre os isolados de Campylobacter termófilos do sul do Rio Grande do Sul e também em nível global. Além disso, pretende-se analisar a estrutura genômica de isolados distintos filogeneticamente.

Objetivo Geral

Objetivo geral

Estudar a epidemiologia, caracterização molecular e estrutura genômica de Campylobacter termófilos isolados na cadeia produtiva de frangos de corte no sul do Rio Grande do Sul.

Objetivos específicos

Objetivo 1. Avaliar a presença de genes e de mecanismos moleculares envolvidos na resistência a antimicrobianos nos isolados de Campylobacter termofílicos, estabelecendo perfis de resistência;

Objetivo 2. Avaliar a presença de genes associados à virulência nos isolados de Campylobacter termofílicos, estabelecendo perfis de virulência;

Objetivo 3. Avaliar a relação filogenética entre os isolados de Campylobacter termofílicos, identificando grupos clonais predominantes, possíveis fontes de contaminação e dispersão;

Objetivo 4. Avaliar a relação filogenética entre Campylobacter termofílicos isolados na cadeia produtiva de frangos no sul do Rio Grande do Sul e isolados de outras regiões geográficas;

Objetivo 5. Analisar a estrutura genômica de Campylobacter termofílicos isolados na cadeia produtiva de frangos de corte no sul do Rio Grande do Sul e comparar com sequências genômicas completas de Campylobacter spp.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ELDER PACHECO DA CRUZ1201/10/201731/07/2018
FERNANDA MÜLLING MÜLLING1201/08/201730/09/2017
MAURICEIA GREICI DE OLIVEIRA4002/11/201530/03/2017
SIMONE DE FÁTIMA RAUBER WÜRFEL4002/11/201502/11/2018
TASSIANA RAMIRES4002/11/201502/11/2018
YTACYANA MARIA NASCIMENTO PEREIRA1201/08/201731/07/2018

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 20.000,00
CNPqR$ 65.000,00

Página gerada em 27/01/2023 07:56:04 (consulta levou 0.044982s)