Nome do Projeto
Emprego de terapia larval em lesões tegumentares de animais internados no Hospital Veterinário da Universidade Federal Pelotas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/01/2016 - 31/12/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas - Parasitologia
Resumo
A terapia larval ou larvoterapia consiste na aplicação de larvas estéreis vivas de moscas necrófagas obtidas em laboratório sobre lesões, feridas crônicas ou infectadas. Essa terapêutica tem como finalidade auxiliar no processo de cicatrização de feridas com presença de tecido desvitalizado, a partir da remoção de secreção e de tecido necrosado pelas larvas. Além disso, a larvoterapia inibe a colonização de micro-organismos patogênicos no leito da ferida, através da liberação de substâncias com propriedades bactericidas pelas larvas. Apesar da eficácia, fácil aplicabilidade e baixo custo, a terapia larval tem sido pouco utilizada no Brasil. No país, os estudos restringem-se a utilização em modelos experimentais animais e apenas recentemente essa terapêutica foi utilizada pela primeira vez em humanos. Considerando-se que aplicação larval para o tratamento de lesões em animais ainda não foi documentada no país, propõe-se o presente estudo que pretende avaliar o tratamento empregando larvas de Cochliomyia macellaria (Diptera: Calliphoridae) quanto à eficácia, qualidade e tempo na cicatrização de lesões tegumentares em animais internados no hospital veterinário, comparando essa terapêutica ao tratamento convencional. Anteriormente à aplicação larval, a fim de obter larvas assépticas, os ovos passarão previamente pela assepsia com solução de hipoclorito de sódio 0,5%. Todas as etapas experimentais serão acompanhadas e registros fotográficos serão realizados

Objetivo Geral

Objetivo geral

Avaliar a ação de larvas estéreis de Cochliomyia macellaria (Fabricius) (Diptera: Calliphoridae) na promoção da cicatrização em lesões tegumentares infectadas, traumáticas e crônicas dos animais internados no hospital veterinário da UFPel.

Objetivos específicos

- Avaliar se as larvas da espécie Cochliomyia macellaria (Fabricius) (Diptera: Calliphoridae), endêmica e de ampla distribuição geográfica em nosso país, pode ser usada de forma segura para o tratamento de lesões tegumentares;

- Comparar tempo e qualidade quanto ao processo de cicatrização de lesões nos tratamentos de larvoterapia e convencional;

- Estabelecer um protocolo para aplicação da terapia larval para o tratamento de lesões tegumentares em animais.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BRUNA DA ROSA CURCIO115/01/201631/12/2018
CRISTINA GOMES ZAMBRANO1015/01/201631/12/2018
EDUARDO SANTIAGO VENTURA DE AGUIAR115/01/201631/12/2018
FRANCIELLY FELCHICHER2015/01/201631/12/2018
FRANCIÉLE DE SOUZA MASIERO3015/01/201631/12/2018
LUCAS DOS SANTOS MARQUES2015/01/201631/12/2018

Página gerada em 24/11/2020 00:30:53 (consulta levou 0.091560s)