Nome do Projeto
O processo de formulação de estratégias das cervejarias artesanais do Brasil com vistas ao desempenho organizacional
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
13/04/2016 - 13/04/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Administração
Resumo
Para os gestores manterem seus negócios competitivos no mercado são necessárias estratégias para conduzir o bom andamento. Desta maneira, para entender como as empresas alcançam um desempenho satisfatório é necessário considerar a interação do ambiente, sendo que a influência de recursos, capacidades e comportamentos estratégicos pode ser decisiva nos resultados. Um dos comportamentos que busca facilitar as adaptações ao ambiente, é orientação empreendedora (OE). A orientação empreendedora é associada beneficamente ao desempenho, tem efeito positivo nas medidas de performance financeira, pode prover a habilidade de descobrir novas oportunidades, facilitando a diferenciação e a criação de vantagem competitiva (MARTENS; FREITAS, 2008). Outro conceito que ajuda a explicar como as firmas criam a vantagem competitiva, mesmo em ambientes turbulentos é o de capacidades dinâmicas. Este conceito foi derivado da Visão Baseada em Recursos (VBR) (BARNEY, 1991), e atualmente há diversos estudos relacionando as capacidades dinâmicas ao sucesso organizacional visto que representam capacidades estratégicas que permitem a articulação, reestruturação e criação de processos e rotinas organizacionais (TEECE; PISANO; SHUEN, 1997; EISENHARDT; MARTIN, 2000). As capacidades dinâmicas se desdobram em vários tipos. Um dos tipos é a capacidade ambidestra, a qual é definida como a habilidade de controlar os esforços entre as ações de exploração (ações de melhoria) e de explotação (criar e inovar) explicadas por March (1991). E também há a capacidade turística na qual as empresas associam o turismo à atividade fim da empresa, porém ainda há poucos estudos com esse tipo de capacidade. Para gerar o desenvolvimento de capacidades, há de se considerar a contínua influência do ambiente. O ambiente pode promover uma escassez de informações, provocando a incerteza ambiental (DUNCAN, 1972) ou uma abundância de recursos e conhecimentos caracterizando a munificência ambiental (JOGARATNAN; TSE; OLSEN, 1999). Dessa forma, o gestor deve lidar com as diferentes abordagens estratégicas na (e para a) empresa, seja ela: orientação empreendedora, a capacidade ambidestra e a capacidade turística, obtendo vantagens destas para amenizar as carências, além de estar atento as interferências geradas pelo ambiente e influenciando diretamente o desempenho organizacional como um todo.

Objetivo Geral

Objetivo Geral: Analisar a orientação empreendedora, capacidades dinâmicas e desempenho organizacional das cervejeiras artesanais do Brasil, moderados pelo ambiente. Objetivos Específicos: Associar orientação empreendedora com capacidade turística; Relacionar orientação empreendedora com capacidade ambidestra; Correlacionar capacidade turística com desempenho organizacional; Relacionar capacidade ambidestra e desempenho organizacional; Verificar o efeito mediador da incerteza ambiental na orientação empreendedora, capacidade turística, capacidade ambidestra, e desempenho organizacional; Examinar o efeito mediador da munificência ambiental na orientação empreendedora, capacidade turística, capacidade ambidestra, e desempenho organizacional.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CATIA REGINA MULLER313/04/201613/04/2018
FELIPE KÖPP LEITE1201/08/201631/07/2017

Página gerada em 27/07/2021 11:30:08 (consulta levou 0.053762s)