Nome do Projeto
Desenvolvimento de um aplicador de calor manual para o controle de plantas espontâneas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
23/09/2016 - 24/09/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Engenharias - Engenharia Mecânica - Projetos de Máquinas
Resumo
A agricultura familiar é responsável por garantir boa parte da segurança alimentar no país. A preocupação crescente com os resíduos químicos e com a possibilidade de contaminação dos alimentos, provoca um aumento na demanda e na produção de alimentos orgânicos, o que representa uma maior segurança para os consumidores. Um dos maiores problemas encontrados por esses produtores são as plantas espontâneas, pois seu manejo gera um trabalho árduo e com baixa disponibilidade de mão-de-obra. Neste caso como não é possível utilizar produtos químicos, os métodos culturais, biológicos, mecânicos ou físicos são as formas de controle mais adequados. Como método físico destaca-se a aplicação de calor, que atua sobre a planta por coagulação do protoplasma em células das folhas e do caule. O objetivo do presente trabalho é gerar um dispositivo para o manejo das plantas espontâneas por meio de controle térmico de forma localizado, voltada às necessidades dos agricultores familiares que utilizam o sistema de produção orgânica. Para realização do trabalho será aplicado uma metodologia de projeto chamada de “Modelo de Fases”. Na fase do projeto informacional serão identificados os clientes e suas necessidades através de questionários e entrevistas, que serão convertidas em especificações de projeto. Já no projeto conceitual será estabelecida a estrutura funcional (EF), à qual serão atribuídos princípios de solução para suas funções, sendo desenvolvida uma concepção de máquina. Na fase do projeto preliminar será obtido o leiaute definitivo do produto, materiais e seus testes, para posterior construção do protótipo. Espera-se obter um equipamento eficiente e de baixo custo, que seja capaz de combater adequadamente as plantas espontâneas, sem a aplicação de produtos químicos, servindo assim para a utilização dos agricultores familiares.

Objetivo Geral

Gerar uma alternativa física para o manejo das plantas espontâneas por meio do controle térmico, voltada às necessidades dos agricultores familiares que utilizam o sistema de produção orgânica;
Adquirir informações quanto ao controle das plantas espontâneas realizado pelos agricultores familiares que utilizam o sistema de produção orgânica;
Desenvolver a concepção de um sistema manual ou semi-mecanizado de aplicação de calor para o manejo de plantas espontâneas, adequada às necessidades dos agricultores familiares;
Aplicar a metodologia de projeto para o desenvolvimento de um protótipo;
Testar o protótipo no que se refere à eficiência no controle de plantas espontâneas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMAURI CRUZ ESPIRITO SANTO223/09/201624/09/2018
ANGELO VIEIRA DOS REIS123/09/201624/09/2018
DOUGLAS SILVA DA ROSA2023/09/201624/09/2018
FABRICIO ARDAIS MEDEIROS123/09/201624/09/2018
MAURO FERNANDO FERREIRA123/09/201624/09/2018
RICARDO OLIANO DE CARVALHO1201/08/201731/07/2018
ROBERTO LILLES TAVARES MACHADO123/09/201624/09/2018

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 2.000,00

Página gerada em 19/11/2019 18:55:55 (consulta levou 0.088914s)