Nome do Projeto
DETECÇÃO DA RESISTÊNCIA DE Bidens pilosa, Echinochloa crus-galli e Oryza sativa A HERBICIDAS INIBIDORES DA ALS POR MÉTODO DE CULTIVO IN VITRO
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
10/03/2017 - 03/03/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Matologia
Resumo
A resistência de plantas daninhas a herbicidas é uma problemática que tem sido estudada cada vez mais por herbologistas devido a sua grande importância na agricultura e tão rápido é o crescimento deste fenômeno no mundo inteiro. A detecção de biótipos resistentes de forma rápida é de extrema importância para o manejo da resistência. Em 2011, a Syngenta desenvolveu um método para detectar a resistência em gramíneas aos herbicidas inibidores de ACCase e ALS. Este método tem como vantagem a detecção da resistência de forma mais rápida que o método tradicional em casa de vegetação pois utiliza o método de cultivo in vitro. Atualmente o protocolo tem sido testado para outras espécies e com diferentes herbicidas. Os objetivos da pesquisa serão determinar a resistência de Bidens pilosa, Echinochloa crus-galli e Oryza sativa a herbicidas inibidores da ALS através do cultivo in vitro com adição de herbicidas; determinar a dose de herbicida adicionada ao meio de cultura em que é possível distinguir uma planta resistente de uma planta suscetível; avaliar a mortalidade de explantes; correlacionar as doses que causam mortalidade das plantas in vivo e in vitro. Para isso serão realizados experimentos em casa de vegetação e laboratório da UFPEL. As sementes dos biótipos serão coletadas em propriedades rurais nos municípios de Arroio Grande, Jaguarão, Passo Fundo e Coxilha, semeadas em casa de vegetação e submetidas a um screening com herbicidas inibidores da ALS. Após a detecção dos biótipos resistentes e suscetíveis, será realizado um segundo experimento de dose resposta onde as mesmas plantas serão estabelecidas in vitro com adição de herbicida ao meio de cultura, para a confirmação da resistência. A validação deste método auxiliará nas recomendações de manejo e na tomada de decisão de forma rápida para o controle destas plantas daninhas, evitando assim maiores danos econômicos às culturas.

Objetivo Geral

Validar o método de adição de herbicidas em meio de cultura para detectar resistência de picão-preto, capim-arroz e arroz vermelho aos herbicidas inibidores da ALS.
Determinar a dose de herbicida adicionada ao meio de cultura em que é possível distinguir uma planta resistente de uma planta suscetível.
Avaliar a mortalidade e o comprimento de explantes dos biótipos de picão-preto, capim-arroz e arroz vermelho resistentes e suscetíveis aos inibidores da ALS.
Correlacionar as doses que causam mortalidade das plantas in vivo com a concentração que causa mortalidade in vitro.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
DANIELA TESSARO810/03/201703/03/2019
EDINALVO RABAIOLI CAMARGO110/03/201703/03/2019
EDNA ALMEIDA DE SOUZA110/03/201703/03/2019
JOAO GABRIEL SCHWANZ GOEBEL110/03/201703/03/2019
JÉSSICA RODRIGUES GARCIA110/03/201703/03/2019
LUIS ANTONIO DE AVILA110/03/201703/03/2019

Página gerada em 08/12/2019 04:03:22 (consulta levou 0.066686s)