Nome do Projeto
Levantamentos dos Quesitos acessíveis dos empreendimentos e atrativos turísticos da cidade de Pelotas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
29/05/2017 - 18/12/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Turismo
Resumo
A importância daacessibilidade nos serviços e empreendimentos turísticos não se limita na eliminação de barreiras físicas, sensoriais ou de comunicação, mas também na necessidade que os produtos e serviços turísticos possam ser utilizados em igualdade de condições, ou seja, de forma autônoma e segura por qualquer pessoa, possuindo ou não, qualquer forma de deficiência. A acessibilidade deve ser inserida em toda a cadeia turística, já que não se trata unicamente da existência de um ou outro ambiente acessível, mas detoda uma experiência de viagem, sua organização, locomoção, estadia, serviços e atividades utilizados no local, etc A inclusão das Pessoas com Deficiência (PcD) é uma obrigação descrita na legislação brasileira (ABNT NBR 9050 e 14021). Consequentemente a falta de acessibilidade na cadeia turística é uma forma de discriminação. Este é um estudo de campo de caráter exploratório, que buscará conhecer a realidade atual do mercado turístico em alguns eixos da cidade de Pelotas. Compreendem as áreas delimitadas por este estudo: • Centro Histórico (delimitação IPHAN: quadrante compreendido pelas ruas General Neto, Santa Tecla, Dom Pedro II e Almirante Barroso). • Catedral São Francisco de Paula; (quadra da Praça José Bonifácio). • Museu da Baronesa; (quadras no entorno do parque). • Charqueadas: Boa Vista, Costa do Abolengo, Santa Rita e São João; e • Valverde (Praia do Laranjal) Serão avaliados os seguintes recursos e serviços que estejam dentro da área de delimitação do estudo: • Calçadas (pisos táteis de alerta e direcionais, rampas, escadas e tratamento de desníveis, estacionamentos ou locais de embarque/ desembarque) e sinalização de equipamentos em Braille e comunicação sonora para Pessoas com Deficiência Visual na área delimitada pelo estudo; • Serviços de apoio ao turismo: farmácias, postos de combustível, supermercados, estabelecimentos bancários, serviços de saúde, estacionamentos; • Museus e teatros; • Prédios históricos abertos à visitação; • Restaurantes, bares; • Serviços de hospedagem • Outros serviços de interesse turístico: agências de viagens, casas de câmbio, transportes (taxis e ônibus), outros.

Objetivo Geral

Identificar os serviços e atrações turísticas que possuam quesitos acessíveis para o adequado atendimento às Pessoas com Deficiências (PcDs) e mobilidade reduzida no município de Pelotas.
Listar quais quesitos acessíveis os empreendimentos oferecem e divulgar o resultado da pesquisa de forma a facilitar às Pessoas com deficiências na escolha dos locais a serem visitados.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CAMILA OSÓRIO DUTRA229/05/201718/12/2017
FRANTIESCA SANCHES VARGAS229/05/201718/12/2017
JULIANA BALOTA GOMES229/05/201718/12/2017
KAILA SCHMIDT MENDES229/05/201718/12/2017
LILIANE DA CRUZ CALDAS429/05/201718/12/2017
LUCAS DUARTE FERREIRA229/05/201718/12/2017
LUISSA BALDON FERNANDES229/05/201718/12/2017
MARCELO GOMES CASTRO FILHO229/05/201718/12/2017
MERY SILVEIRA SAVACINSKI229/05/201718/12/2017
NATIELI PEREIRA GODINHO229/05/201718/12/2017
SANDRA MARIA CASTRO FERREIRA229/05/201718/12/2017
SÉRGIO LUIZ CAVALHEIRO VELEDA JÚNIOR229/05/201718/12/2017
TIAGO RODRIGUES BASTOS429/05/201718/12/2017

Página gerada em 27/01/2021 05:14:34 (consulta levou 0.111721s)