Nome do Projeto
AVALIAÇÃO DOS RISCOS E IMPACTOS DA EROSÃO HÍDRICA DO SOLO EM CAMPOS AGRÍCOLAS E AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO E VALIDAÇÃO DE MODELOS PREDITIVOS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/05/2017 - 15/05/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geografia Física
Resumo
A avaliação dos processos erosivos é essencial para compreender os riscos e impactos das culturas nos recursos naturais (água e solo). A ação desses processos resulta em cenários que são a base para o desenvolvimento das atividades humanas, de maneira que todas as ferramentas disponíveis devem ser empregadas na sua avaliação. Nesse contexto, este projeto pretende avaliar os riscos e impactos dos processos erosivos em campos agrícolas sulinos bem como validar os modelos preditivos de perdas de solo. Para isso serão utilizadas técnicas amplamente utilizadas em pesquisas internacionais e que no Brasil ainda há poucos registros. Tais técnicas serão validadas junto ao Instituto Agronômico de Campinas/SP e posteriormente utilizadas em áreas agrícolas. Diante das dificuldades nas estimativas experimentais de perdas de solo, a utilização de elementos traçadores poderá indicar uma nova abordagem de estudo, impulsionando o surgimento de maiores estudos de conservação do solo, visando suprir as lacunas existentes neste ramo científico. Da mesma maneira, a possibilidade de validação dos modelos preditivos de perdas de solos amplamente utilizados e os maiores conhecimentos sobre os processos erosivos em ambientes subtropicais, irão auxiliar no uso mais sustentável dos solos brasileiros.

Objetivo Geral

Considerando a carência de dados experimentais de erosão hídrica do solo no cenário nacional e a necessidade de validação dos modelos preditivos de perdas de solo no cenário nacional, apresentam-se as seguintes premissas para condução desta pesquisa:
1. É possível utilizar elementos traçadores (Ce-137 e Pb-210) para quantificar as perdas de solo em cenários tropicais;
2. É possível validar os modelos preditivos de perdas de solo (EUPS e MEUPS) através do uso de traçadores, tornando confiáveis as simulações de perdas de solo em áreas brasileiras carentes de dados experimentais de perdas de solo.
Diante das premissas que integram esta proposta, o objetivo do presente projeto de pesquisa é do avaliar e validar os modelos USLE e MUSLE na predição das perdas de solo no em bacias hidrográficas do estado do Rio Grande do Sul.
Para alcançar o objetivo geral, seguem abaixo os objetivos específicos:
• Avaliar a dinâmica do uso da terra nos últimos 30 anos junto às áreas agrícolas da bacia hidrográfica do arroio Pelotas;
• Selecionar micro bacias hidrográficas experimentais junto à bacia hidrográfica do arroio Pelotas que apresentem histórico de uso da terra com os principais cultivos da região;
• Realizar a caracterização fisiográfica das áreas de estudo selecionadas;
• Realizar o levantamento pedológico de reconhecimento (média intensidade, 1:100.000) das áreas de estudo selecionadas;
• Avaliar a erosão hídrica do solo por meio de modelos preditivos (USLE, e MUSLE);
• Validar, em parcelas experimentais do Instituto Agronômico de Campinas (IAC), o uso de elementos traçadores (Pb-210) na estimativa das taxas de erosão hídrica do solo;
• Avaliar as taxas de erosão hídrica do solo por meio do uso do Ce-137 e Pb-210 junto às áreas de estudo.
• Validar os modelos preditivos de perdas de solo para as condições edafoclimáticas do estado do Rio Grande do Sul.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANO LUIS HECK SIMON215/05/201715/05/2020
ANALU NERY JACCOUD615/05/201715/05/2018
ARLENE FEHRENBACH1201/08/201831/01/2019
DIANDRA DRAWANZ BOSEL615/05/201731/12/2018
FABRICIO DA SILVA TERRA215/05/201715/05/2020
LISIANE DE SOUSA LEMOS1201/02/201931/07/2019
Vanessa Prestes615/05/201731/12/2018

Página gerada em 30/06/2022 12:41:30 (consulta levou 0.070390s)