Nome do Projeto
A Cidade Ilegal: Análise Sobre as Práticas Cotidianas no Uso dos Espaços Públicos em Manaus
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
05/06/2017 - 05/06/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Arquitetura e Urbanismo
Resumo
Justifica-se este projeto, pois se pretende entender como o uso dos espaços públicos urbanos pode ser produto de ilegalidade é relevante na medida em que quase sempre se concebe a cidade como um produto da racionalização e do primado do homem sobre o meio natural. Mas o que se deixa de considerar é que a ilegalidade não é somente aquilo que se considera “caso de polícia”, mas pode amplamente estar nas práticas cotidianas e até serem consideradas como “normais”. Assim, o projeto se justifica pelo fato de que a análise da cidade ilegal não se resume aos fatos impactantes relacionados à violência urbana em suas variadas gradações. Tampouco se limita àquilo que é veiculado na mídia, com os termos cristalizados e eivados de preconceitos, tais como “invasão”, “invasores”, dentre outros amplamente difundidos e tidos como normais, mas que na verdade escondem a desigualdade de renda e de posse da cidade e de seus direitos de uso amplo dos espaços públicos.

Objetivo Geral

GERAL

Entender a produção da cidade ilegal a partir das práticas cotidianas no uso dos espaços públicos urbanos em Manaus-AM.

ESPECÍFICOS

1. Discutir os conceitos de Ilegalidade, espaços públicos, coletivos e privados a partir dos usos cotidianos em Manaus e do seu Plano Diretor Urbano;
2. Identificar áreas da cidade onde a ilegalidade no uso cotidiano dos espaços públicos ocorre;
3. Comparar os usos dos espaços públicos em diferentes zonas de Manaus;
4. Elaborar mapas temáticos que permitam a visualização e o entendimento da cidade ilegal a partir dos usos dos espaços públicos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
SAMARA LIMA FARIAS1005/06/201705/06/2019

Página gerada em 17/11/2019 20:36:18 (consulta levou 0.071547s)