Nome do Projeto
ATIVIDADE FÍSICA E CÂNCER DE MAMA: UM ESTUDO DE CASOS-CONTROLES NO SUL DO BRASIL
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
25/04/2017 - 30/12/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Educação Física
Resumo
A inatividade física é um dos maiores desafios da saúde pública no século XXI, sendo responsável por mais de cinco milhões de mortes por ano ao redor do mundo. Atualmente, existem evidências convincentes sobre a relação entre inatividade física e câncer de cólon, mama e próstata, além de evidências sugestivas em relação a outros tipos de câncer. O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo e o mais comum entre as mulheres, respondendo por 25% dos casos novos de câncer a cada ano. A atividade física pode reduzir o risco do câncer de mama principalmente através do seu efeito sobre a iniciação, promoçãoo desenvolvimentio precoce e progressão das células tumorais, os hormônios sexuais, a resistência à insulina, as adipocinas e a inflamação crônica. O objetivo do estudo será avaliar a associação entre a prática de atividade física durante toda a vida e a incidência do câncer de mama em mulheres. Trata-se de um estudo de casos-controles. Serão incluídas no estudo mulheres com câncer primário na mama pré e pós-menopáusicas e mulheres diagnosticadas com câncer de mama há até um ano. As mulheres que apresentarem recorrência do câncer na mama, metástase na mesma ou apresentarem outro tipo de câncer serão excluídas do estudo. Os casos serão recrutados dos centros de oncologia da cidade de Pelotas (RS) e serão identificados através dos prontuários dos estabelecimentos que participarão do estudo. Cada caso terá um controle populacional que será encontrado a partir do endereço do caso, este sendo coletado no momento da entrevista. Casos e controles serão pareados por sexo e idade (5 anos) e responderão ao questionário contendo questões sobre características sócio-demográficas, reprodutivas, menstruais, antropométricas, histórico familiar de câncer de mama, uso de contraceptivo oral, terapia de reposição hormonal, dieta, fumo, consumo de álcool e prática de atividade física. A análise estatística será realizada utilizando o programa estatístico Stata 14.0, as análises bivariadas entre exposições e o desfecho serão realizadas utilizando testes de associação de heterogeneidade (para variáveis nominais categóricas) e do tipo qui-quadrado (para exposições dicotômicas ou para tendência linear em variáveis ordinais), já a análise multivariável seguirá um modelo hierárquico de análise em vários níveis, que servirá para controlar possíveis fatores de confusão envolvidos na associação entre desfecho e exposições.

Objetivo Geral

O objetivo do estudo será avaliar a associação entre a prática de atividade física durante toda a vida e a incidência do câncer de mama em mulheres.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANGÉLICA MILECH1025/04/201730/12/2019
DANIEL COSTA DE SOUSA1201/08/201731/07/2018
MARIA LAURA DUTRA RESEM BRIZIO2025/04/201730/12/2019
MÁRCIA DA SILVA LEMES1201/08/201731/07/2018
RODRIGO FREIRE GUIMARÃES1025/04/201730/12/2019
STEPHANIE SANTANA PINTO125/04/201730/12/2019

Página gerada em 27/10/2020 03:40:28 (consulta levou 0.904001s)