Nome do Projeto
EXCESSO DE PESO E MORTALIDADE EM ESTADOS BRASILEIROS E ARGENTINOS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/07/2017 - 31/12/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Nutrição - Análise Nutricional de População
Resumo
Introdução: As doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) foram responsáveis por 81% das mortes na Argentina e 74% das mortes no Brasil em 2012 e são consideradas como a principal causa de mortalidade. Dentre seus fatores de risco comportamentais estão o estilo de vida, o tabagismo e o excesso de peso. Embora os pontos de corte do índice de massa corporal (IMC) utilizados para definição de sobrepeso e dos diferentes graus de obesidade tenham sido estabelecidos com base no menor risco para mortalidade, ainda há uma relação controversa, não havendo consenso entre os autores de diversos países a respeito da relação entre sobrepeso e obesidade com mortalidade total ou especifica por doença cardiovascular e câncer. Objetivo: Estudar a relação entre prevalência de sobrepeso e obesidade com as taxas de mortalidade total e específica no Brasil e Argentina. Metodologia: a presente pesquisa de delineamento observacional ecológico será um recorte de duas pesquisas populacionais realizadas na Argentina e no Brasil. Serão avaliadas as prevalências de sobrepeso e obesidade e as taxas de mortalidade total e específica por doença cardiovascular e câncer nos estados do Brasil e da Argentina aplicando teste de regressão linear. Os dados serão divulgados pela dissertação de conclusão de curso e por artigo científico produzido para publicação.

Objetivo Geral

Geral:
Estudar a relação entre prevalência de sobrepeso e obesidade com as taxas de mortalidade total e específica no Brasil e Argentina.

Específicos:
Comparar a prevalência de sobrepeso e obesidade nas diferentes regiões do Brasil e Argentina.
Comparar as taxas de mortalidade geral e específicas nas diferentes regiões do Brasil e Argentina.
Analisar a associação entre sobrepeso e obesidade com mortalidade no Brasil e Argentina, ajustando para fatores sociodemográficos e prevalência de algumas morbidades crônicas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
VALERIA ROMINA AMANN1601/07/201731/12/2018

Página gerada em 08/08/2022 22:29:51 (consulta levou 0.048114s)