Nome do Projeto
Falta de acesso e utilização de serviços odontológicos entre universitários ingressantes na Universidade Federal de Pelotas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
31/10/2017 - 28/02/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
O acesso e o uso dos serviços de saúde são resultado da interação entre fatores individuais, demográficos, socioeconômicos, psicológicos, do sistema de saúde, e também da experiência anterior de utilização dos serviços. As razões que levam as pessoas a consultarem além de estarem relacionadas a estes fatores, dependem da autopercepção de saúde e de necessidade de tratamento. Além disso, as políticas de saúde vigentes e as características do sistema de saúde atuam de forma importante no efeito do uso de serviços (Andersen, 1995; Mendoza-Sassi et al., 2003). Apesar da inclusão da saúde bucal numa política baseada nos princípios do SUS, presando pela equidade (Pucca et al., 2015), a literatura aponta para uma relação de desigualdades no acesso e uso de serviços odontológicos (Camargo et al., 2009; Baldani et al., 2011; Peres et al., 2011), em que os indivíduos que mais utilizam os serviços odontológicos são aqueles com maior escolaridade, melhores condições socioeconômicas e boa saúde bucal (Araújo et al., 2009; Camargo et al., 2009; Baldani et al., 2011; Peres et al., 2011; Gomes et al., 2014; El Bcheraoui et al., 2016). Considerando o supracitado, o presente estudo busca conhecer os componentes sociais e biológicos envolvidos na utilização dos serviços odontológicos em uma população de universitários da UFPel. Destaca-se que até o presente momento não existem estudos sobre os padrões de acesso e utilização de serviços odontológicos em uma população de universitários brasileiros. Portanto, tendo o entendimento da importância do conhecimento dos padrões de acesso e utilização de serviços, sendo esse essencial para o estabelecimento de políticas públicas efetivas e equitativas, este trabalho justifica-se quanto ao seu desenvolvimento.

Objetivo Geral

Objetivo Geral

Estimar a prevalência de falta de acesso e utilização de serviços odontológicos e verificar fatores associados à falta de acesso e utilização na população de universitários ingressantes em 2017/1 na UFPel.


Objetivos específicos

Avaliar a prevalência de falta de acesso aos serviços odontológicos no último ano pelos universitários ingressantes em 2017/1 na UFPel.
Mensurar a prevalência de utilização dos serviços odontológicos no último ano pelos universitários ingressantes em 2017/1 na UFPel.
Conhecer a prevalência de uso regular dos serviços odontológicos entre os universitários ingressantes em 2017/1 na UFPel.
Caracterizar a última utilização do serviço odontológico de acordo com o:
• Motivo da procura;
• Local do atendimento.
Verificar os fatores socioeconômicos e demográficos (sexo, cor da pele, idade, renda, curso escolhido, morar ou não com os pais, escolaridade dos pais, região do país de origem do estudante, local do último atendimento odontológico - público ou privado) associados à falta de acesso e à utilização de serviços odontológicos nesta população.
Identificar as condições de saúde bucal (perda dentária e presença de dor autorrelatados e autopercepção de saúde bucal) associados à falta de acesso e à utilização de serviços odontológicos nesta população.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALEXANDRE EMIDIO RIBEIRO SILVA131/10/201728/02/2019
BERNARDO ANTONIO AGOSTINI131/10/201728/02/2019
MARIANA SILVEIRA ECHEVERRIA431/10/201728/02/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 30.000,00

Página gerada em 05/12/2022 02:29:32 (consulta levou 0.043091s)