Nome do Projeto
A epidemiologia de Jetlag social entre estudantes ingressantes de uma universidade do sul do Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
31/10/2017 - 28/02/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
Os universitários podem apresentar um padrão de sono irregular, caracterizado por modificações no horário e duração do sono, devido a mudanças nos hábitos comportamentais, exigências acadêmicas e sociais (ARAÚJO et al., 2014). Estas irregularidades podem repercutir negativamente na saúde destes estudantes, bem como prejudicar processos atencionais e de aprendizagem (AHRBERG et al., 2012; HARASZTI et al., 2010; DÍAZ-MORALES; ESCRIBANO, 2015). Por exemplo, um estudo realizado no Brasil, com estudantes de medicina de uma universidade federal observou que 38,9% dos estudantes reportaram uma qualidade do sono ruim (MEDEIROS et al., 2001). Verificou-se ainda que 42,8% destes estudantes tiveram um padrão irregular do ciclo sono-vigília correlacionado com a qualidade do sono. A análise revelou também correlação negativa entre desempenho acadêmico e início, irregularidade e duração do sono, apontando que aqueles indivíduos que apresentavam um padrão de sono irregular, apresentavam pior desempenho acadêmico. São observados maiores níveis de JLS em indivíduos com idades entre 16 e 20 anos (ROENNEBERG et al., 2012) - o que corresponde ao grupo etário de ingresso no ensino superior. No entanto, estudos sobre JLS ainda são escassos na literatura, sobretudo com amostras de universitários brasileiros. Além de serem escassas, estas pesquisas muitas vezes não apresentam clareza na metodologia, o que dificulta a inferência de seus achados para a população-alvo. Ressalta-se a necessidade de avaliar os fatores associados a esse desfecho, o que nenhum dos artigos encontrados na revisão bibliográfica fez e que é um dos pontos salientados na revisão sistemática publicada recentemente sobre o tema (BEAUVALET et al., 2017). Nesse sentido, considerando que JLS pode ser um determinante de diversos desfechos em saúde pouco explorado na literatura e a susceptibilidade dos universitários apresentarem disfunções de sono que estão associadas a pior performance acadêmica, é importante o estudo sobre o tema. Um estudo sobre JLS com uma população de estudantes graduação poderá fornecer informações relevantes para o planejamento de intervenções que promovam melhorias na saúde mental e física destes estudantes.

Objetivo Geral

Objetivo Geral

Investigar a ocorrência de Jetlag Social e seus fatores associados entre universitários ingressantes na Universidade Federal de Pelotas no primeiro semestre de 2017.

Objetivos Específicos

 Estimar a média e prevalência de jetlag social entre universitários;
 Avaliar a associação entre jetlag social e variáveis:
- Demográficas (sexo, idade, cor da pele, se morou em Pelotas no ano anterior ao ingresso na Universidade);
- Socioeconômicas (renda, se exerce atividade remunerada ou não);
- Características de moradia (compartilhar moradia, compartilhar quarto e compartilhar cama);
- Ocupacionais (turno do curso, área de concentração do curso, horário das aulas);
- Comportamentais (atividade física no lazer, uso de álcool e tabagismo).

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
MARINA XAVIER CARPENA131/10/201728/02/2019
PATRICE DE SOUZA TAVARES431/10/201728/02/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 30.000,00

Página gerada em 30/06/2022 13:39:47 (consulta levou 0.042743s)