Nome do Projeto
Potencialidade da produção de uvas comuns e híbridas para elaboração de suco nas regiões da Campanha - RS e Vale do Rio do Peixe - SC
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/01/2018 - 31/12/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Resumo
Os principais pontos que embasam a proposta do projeto apresentado se constituem na continuação das pesquisas que vimos realizando na qualidade de professor da Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel, no programa de Pós-Graduação em Agronomia – PPGA, da Universidade Federal de Pelotas - UFPel. A busca por soluções nos problemas técnicos e tecnológicos na elaboração de sucos de uva a partir de variedades comuns e híbridas é de grande importância. Para isso contamos com as parcerias da Universidade Federal do Pampa – UNIPAMPA/Dom Pedrito, do Instituto Federal Sul-Rio-Grandense, Campus Visconde da Graça e da EPAGRI - Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina, Estação Experimental de Videira.

Objetivo Geral

1. Identificar a qualidade físico-química e sensorial de sucos orgânicos de uva produzidos na região da Campanha Gaúcha e compará-los com aqueles produzidos convencionalmente no mesmo local.
2. Determinar e quantificar os teores de compostos bioativos presentes no suco de uva produzido nas regiões.
3. Pesquisar diferenças nos aspectos físico-químicos, sensoriais e de qualidade entre os sucos de uva produzidos em diferentes regiões do Rio Grande do Sul (Campanha e Serra Gaúcha).
4. Identificar as variedades de uvas comuns que melhor se adaptam na Região do Vale do Rio do Peixe-SC, para alcançar o potencial produtivo destas.
5. Melhorar as práticas de manejo na produção de uvas para suco na Região do Vale do Rio do Peixe-SC, agregando avanços no sistema de produção agroecológico.
6. Melhorar as práticas de fabricação de sucos para alcance do potencial de qualidade organoléptica desses.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final

Página gerada em 11/07/2020 11:14:53 (consulta levou 0.213045s)