Nome do Projeto
Os 10 anos do Bacharelado em Conservação e Restauração da UFPel: memória e diálogos com o campo do patrimônio cultural.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
03/04/2018 - 07/12/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - Educação
Resumo
O Bacharel em Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis possui responsabilidades que interessam a sociedade, na medida em que a manutenção dos valores materiais e imateriais do patrimônio e seus diferentes tipos de usos culturais, passam também por sua atuação profissional. A profissão do Conservador-restaurador de Bens Culturais Móveis começou a se consolidar a partir da criação dos primeiros cursos de graduação na área surgidos no Brasil ao longo dos primeiros anos do século XXI. Dentre esses cursos encontra-se o bacharelado da UFPEL, pioneiro em todo o sul do país, o que marca também uma mudança quanto ao panorama profissional dos dois séculos anteriores, quando do surgimento deste tipo de profissional. A criação destes cursos também representa uma transformação no campo do patrimônio cultural, na medida em que esses novos atores passam a se inserir no mercado de trabalho ocupado até então por profissionais sem formação específica, em programas de pós-graduação, no serviço público ou atuando como profissionais liberais. É sob essas questões que o presente projeto coloca-se, ou seja, na perspectiva de buscar compreender os impactos e as relações estabelecidas entre o Bacharelado de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis da UFPel, seus professores, estudantes e egressos, com o campo do patrimônio cultural, seus atores e instituições, ao longo dos seus dez anos de existência.

Objetivo Geral

Objetivo Geral: Realizar registro histórico da trajetória de atuação do Bacharelado em Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis da UFPel em sua primeira década de existência.
Objetivos específicos: 1 – Narrar a trajetória de criação e consolidação do referido bacharelado.
2 - Compreender as transformações vivenciadas pelo curso ao longo de sua primeira década de existência.
3 – Analisar o perfil discente e docente do bacharelado.
4 – Compreender a atuação do profissional conservador-restaurador egresso do curso.
5 - Discutir os impactos do curso na cidade de Pelotas e outras regiões.
6 – Perceber a inserção do conservador-restaurador da UFPel nos espaços de ação e nos fóruns de debate voltados para a preservação do patrimônio, por meio dos seus depoimentos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREA LACERDA BACHETTINI203/04/201807/12/2018
DANIELE BALTZ DA FONSECA203/04/201807/12/2018
FRANCIELLE ROSA DOS SANTOS403/04/201807/12/2018
MARIA LETICIA MAZZUCCHI FERREIRA103/04/201807/12/2018
RAQUEL FRANCA GARCIA AUGUSTIN203/04/201807/12/2018

Página gerada em 07/08/2022 21:43:49 (consulta levou 0.053826s)