Nome do Projeto
POR UMA HISTÓRIA BIOGRÁFICA DA ALFABETIZAÇÃO: PERCURSOS INDIVIDUAIS DE APRENDIZAGEM E USOS DA LEITURA E DE ESCRITA EM CONTEXTOS DE EXCLUSÃO SOCIAL (BRASIL, SÉCULOS XVIII-XIX-XX)
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/04/2018 - 01/03/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - Educação - História da Educação
Resumo
Em um país cuja marca histórica é o analfabetismo, compreender percursos de aprendizagem da leitura e da escrita é uma das mais prementes tarefas da história da educação. Assim, pergunta-se: como aprende a ler e a escrever quem, historicamente, vive em contextos e situações de exclusão social, mesmo sendo, por vezes, proibido de ter acesso a essa aprendizagem? Como, mesmo nessas condições, de impedimento, de proibição, de interdição, de opressão, indivíduos escravizados, subjugados, dominados, marginalizados, aprenderam a ler e as escrever? Como os excluídos dominam e usam o sistema de escrita e como são inseridos no universo letrado? Quais são as instâncias responsáveis por esses processos? Quais suportes, objetos e materiais são utilizados no ensino e na aprendizagem da leitura e da escrita nesses casos? Quais são as práticas e os usos que esses indivíduos fazem da leitura e da escrita? Essas são questões que sinalizam a problemática dessa proposta de investigação e que se almeja responder ao final da pesquisa. Para tanto, os objetivos propostos são os seguintes: 1) Reconstruir percursos individuais de aprendizagem da leitura e da escrita em contextos de exclusão social; 2) Analisar como, historicamente, indivíduos e grupos sociais que estiveram à margem (os marginalizados, os excluídos) da sociedade aprendem a ler e a escrever (condições de aprendizagem, métodos, processos); 3) Identificar e analisar quais são as instâncias responsáveis por esses processos; 4) Identificar e analisar os objetos, os suportes e os materiais de ensino e de aprendizagem da leitura e da escrita; 5) Analisar práticas e usos da leitura e da escrita de indivíduos em contextos sociais de exclusão. Assim, pretende-se privilegiar quatro dimensões na pesquisa a) os processos de aprendizagem da leitura e da escrita (percursos individuais); b) as instâncias responsáveis por esses processos (familiar, escolar, religiosa, militar, comunitária e outras); c) os objetos, os suportes e os materiais de ensino e de aprendizagem da leitura e da escrita; d) as práticas e os usos da leitura e da escrita (pessoais, religiosos, escolares, profissionais, militares, etc.). A metodologia da investigação proposta é de uma história biográfica da alfabetização, na direção da construção de narrativas que resultem em biografias de indivíduos que historicamente foram marginalizados e excluídos socialmente e que por essa razão estariam impedidos de, entre outras coisas, aprender a ler e a escrever.

Objetivo Geral

Gerais:
1) Reconstruir percursos individuais de aprendizagem da leitura e da escrita em contextos de exclusão social;
2) Analisar como, historicamente, indivíduos e grupos sociais que estiveram à margem (os marginalizados) da sociedade aprendem a ler e a escrever;
3) Identificar as instâncias responsáveis pelo ensino da leitura e da escrita a esses sujeitos;
4) Identificar e analisar os objetos, os suportes e os materiais de ensino e de aprendizagem da leitura e da escrita;
5) Analisar práticas e usos da leitura e da escrita de indivíduos em contextos sociais de exclusão.

Específicos:
1) Compreender como esses indivíduos, em contextos de exclusão social, dominam e usam o sistema de escrita e como são inseridos no universo letrado;
2) Visibilizar processos de aprendizagem da leitura e da escrita de sujeitos escravizados, negros, indígenas, mulheres, crianças em situação de risco, multirrepetentes, velhos, presidiários, moradores de periferias, do campo, de rua, etc, construindo biografias de alfabetização.
3) Analisar os processos de aprendizagem da leitura e da escrita em contextos sociais e históricos de altos índices de analfabetismo;
4) Desenvolver referências de metodologia de pesquisa para uma “história biográfica da alfabetização”.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BRUNA FRIO COSTA202/04/201801/03/2021
CHRIS DE AZEVEDO RAMIL202/04/201801/03/2021
INDIARA GAIA DA SILVA2001/08/201931/07/2020
INDIARA GAIA DA SILVA202/04/201831/07/2019
JAQUELINE THIES DA CRUZ KOSCHIER202/04/201801/03/2021
NATHALIE ROSARIO JARDIM1201/08/201831/07/2019
NATHALIE ROSARIO JARDIM202/04/201831/07/2018
TATIANA RODRIGUES SIQUEIRA2001/08/201931/05/2020

Página gerada em 22/04/2024 07:25:01 (consulta levou 0.071429s)