Nome do Projeto
Produção de bioenergia empregando resíduos sólidos e líquidos via co-digestão anaeróbia
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
30/04/2018 - 20/04/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Engenharias - Engenharia Sanitária
Resumo
A maior parte da energia utilizada no planeta é advinda de origem não renovável e diante disso, muitas pesquisas vêm sendo desenvolvidas buscando novas e alternativas fontes de energia, visando diminuir os impactos ambientais causados pelos combustíveis fósseis e propiciando maior segurança energética frente às grandes variações no preço do petróleo. biocombustível pode ser definido como todo produto útil para a geração de energia, obtido total ou parcialmente de biomassa. Seu processo de industrialização teve início na Europa nos anos 90, tornando-se o principal mercado produtor e consumidor de biocombustível puro ou em mistura com o óleo diesel. Também outros países como os Estados Unidos, a Argentina, a Austrália, o Canadá, as Filipinas, o Japão, a Índia, a Malásia, Taiwan, assim como o Brasil empregam significativos esforços para o desenvolvimento de suas indústrias, estimulando o uso e a produção de biocombustíveis. Nesse sentido, resíduos industriais e domésticos podem ser empregados para gerar biocombustíveis, como por exemplo resíduos orgânisoc, efluentes industriais, etc. Assim, o Rio Grande do Sul por exemplo é um dos maiores produtores mundiais de arroz. A parboilização de arroz gera em torno de 2 a 4 litros de efluente por quilo de arroz beneficiado, resultando em pelo menos 504 bilhões de litros por ano. Sendo este efluente caracterizado principalmente por conter altas cargas de substâncias orgânicas e nutrientes como nitrogênio e fósforo. Esse efluente pode ser utilizado em processos de digestão e codigestão anaeróbia com resíduos sólidos orgânicos para geração de biogás, que pode ser aproveitado como energia para produzir eletricidade e calor. Assim, esse projeto visa o aproveitamento energético de resíduos tanto de indústrias arrozeiras da região como outros setores industriais e resíduos orgânicos domésticos para produção de bioenergia. O projeto será desenvolvido no laboratório 201 do centro de engenharias em parceria com o laboratório 102 e 200, contando com a participação de alunos de graduação e mestrado da UFPel. Os gases gerados no processo de digestão serão aproveitados como energia para eletricidade ou combustível, por exemplo, além da construção de cenários energéticos.

Objetivo Geral

O objetivo desse projeto de pesquisa científica visa o aproveitamento de resíduos sólidos e líquidos industriais e domésticos para produção de energia via digestão e codigestão anaeróbia. Para isso, serão utilizados como base a quantificação de biogás e análises de DQO e pH, bem como o potencial e planejamento energético da energia gerada para produção de eletricidade e calor, por exemplo.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BRUNO MULLER VIEIRA130/04/201820/04/2020
DIULIANA LEANDRO130/04/201820/04/2020
ERICO KUNDE CORREA130/04/201820/04/2020
GABRIEL GIRARDI PAN130/04/201820/04/2020
GIZELE INGRID GADOTTI130/04/201820/04/2020
LUCIARA BILHALVA CORREA130/04/201820/04/2020
MATHEUS ARAUJO VANZILLOTTA BOTTINI130/04/201820/04/2020
MAURIZIO SILVEIRA QUADRO130/04/201820/04/2020
RAFAELA DORIGON MARTINS330/04/201820/04/2020
RENAN DE FREITAS SANTOS330/04/201820/04/2020
ROBSON ANDREAZZA130/04/201820/04/2020
SAMANTA TOLENTINO CECCONELLO230/04/201820/04/2020
VITOR ALVES LOURENÇO230/04/201820/04/2020

Página gerada em 08/12/2019 03:40:55 (consulta levou 0.180382s)