Nome do Projeto
APROVEITAMENTO DE SÓLIDOS ORGÂNICOS COM POTENCIAL PARA SEPARAÇÃO DE CONTAMINANTES OLEOSOS EM FASES AQUOSAS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
31/05/2018 - 01/06/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Engenharias - Engenharia Química - Petróleo e Petroquímica
Resumo
Inúmeros relatos na literatura científica têm apresentado a contaminação de água por fases orgânicas, tipicamente óleos. Por exemplo, a lavagem automotiva arrasta além da sujeira produtos derivados dos petróleos, tais como óleos e graxas, pelas águas de lavagem, que podem contaminar as fontes de águas superficiais. Outro exemplo ocorre na produção de petróleo, pelo contato entre o petróleo e a água de produção, em que se faz necessário o tratamento da água para remoção de contaminantes oleosos e posterior descarte. Particular interesse se verifica no derramamento de óleos no mar, sobretudo pelo potencial de impacto no ambiente. Frequentemente, uma parte do petróleo é perdida para o ambiente sem que se possa recuperar, por exemplo, a volatilização de componentes leves para atmosfera, a formação de emulsões do tipo óleo/água resultando na perda por dispersão, a deposição de borras nos fundos dos oceanos e a solubilização dos componentes de maior polaridade. O óleo pode também se adsorver em diversos materiais, resultando em poluição, risco à saúde humana, prejuízos ao ambiente marinho e riscos à fauna e a flora. É de grande interesse o desenvolvimento e produção de materiais com alta afinidade pela fase oleosa e que podem vir a ser utilizados na separação. Comercialmente, são utilizados materiais para essa finalidade em barreiras de contenção, contudo, a busca por materiais eficientes e de menor custo é interessante, dada a grande atividade da indústria de petróleo e a logística operacional para aplicação de uma determinada medida. Assim, nesse projeto busca-se identificar substâncias e/ou materiais de natureza orgânica disponíveis no estado do Rio Grande do Sul com potencial para concentração e/ou separação de fases oleosas líquidas, tipicamente petróleos e derivados, a partir do contato com superfícies sólidas.

Objetivo Geral

Busca-se avaliar os potenciais sólidos em sua natureza química e morfológica objetivando atender critérios de concentração nas interfaces, viabilidade econômica e uma melhor compreensão dos mecanismos de interação e das condições favoráveis a melhor separação. Dessa forma, indicar produtos com potencial de aplicação na remoção de óleos ou fases oleosas nas diversas formas de contaminação, e assim contribuir com programas de redução de impactos ambientais.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
DARCI ALBERTO GATTO231/05/201801/06/2021
LETÍCIA STECKEL831/05/201831/08/2019

Página gerada em 12/08/2020 20:33:40 (consulta levou 0.081885s)