Nome do Projeto
Produção de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSCs) bovinas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2018 - 01/08/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Resumo
O estabelecimento de linhagens celulares pluripotentes em suínos, bovinos e outros animais domésticos é de grande interesse para a produção animal e para a aplicação em biomedicina. Os estudos envolvendo a Transferência Nuclear (NT) foram os primeiros a demonstrar que o citoplasma de oócitos enucleados são aptos a reprogramar a cromatina de células diferenciadas até o estágio de célula tronco embrionária. A ativação de genes associados à pluripotência por componentes do citoplasma de oócitos, incluindo fatores de transcrição e outras proteínas, remodela as estruturas nucleares das células somáticas, fazendo com que elas adquiram características semelhantes às de células de embriões em estágios iniciais de desenvolvimento. Recentemente, vários grupos relataram a indução forçada de pluripotência em fibroblastos humanos em estudos conduzidos para a geração de células-tronco pluripotentes induzidas (iPSCs – Induced pluripotent stem cells, em inglês). Esta tecnologia baseia-se na transdução de vetores virais expressando os genes OCT4, C-MYC, KLF4 e SOX2 em células somáticas. Uma vez que pode oferecer uma fonte ilimitada de células com potencial promissor para o estudo de doenças, uso em terapia celular e medicina regenerativa, a estratégia de iPSCs tem despertado a busca por outras alternativas de indução de pluripotência em células somáticas. Assim, a exposição de fibroblastos cultivados in vitro e previamente permeabilizados, a extratos de citoplasma de oócitos de diferentes espécies, tem sido proposta como uma alternativa para a geração de células-tronco-funcionais, dispensando a utilização de transgenes retrovirais. Tendo em vista que a reprogramação nuclear de células somáticas de mamíferos a partir de extratos citoplasmáticos tanto autólogos, quanto heterólogos, já foi demostrada, este trabalho tem como objetivo a obtenção de colônias de células-tronco pluripotentes bovinas induzidas, a partir da reprogramação de fibroblastos cultivados in vitro com extratos citoplasmáticos de oócitos suínos. A vantagem da utilização deste tipo de reprogramação proposta, é a de que oócitos estão disponíveis em maior número nos ovários de fêmeas suínas, em comparação com o número de oócitos disponíveis nos ovários de fêmeas bovinas. O efeito do cito-extrato sobre a morfologia dos fibroblastos, o número de colônias obtidas, assim como a expressão de genes marcadores de pluripotência, e a atividade de fosfatase alcalina, serão avaliados.

Objetivo Geral

Objetivo geral:

• O objetivo desta proposta será determinar se fibroblastos de bovinos cultivados in vitro podem ser eficientemente reprogramados em iPSCs, através da sua exposição a extratos de oócitos de suínos.

Objetivos específicos:

• Induzir a reprogramação de fibroblastos bovinos cultivados in vitro até o estágio de pluripotência, através do seu tratamento com cito-extratos de oócitos suínos;

•Avaliar os fibroblastos tratados com cito-extrato de oócito de suínos, quanto a alteração de sua morfologia, atentando para a formação de colônias de iPSCs;

•Realizar a contagem do número de colônias, registrar o período transcorrido entre o tratamento e o seu surgimento e avaliar a atividade da fosfatase alcalina;

•Avaliar, em diferentes períodos após o tratamento dos fibroblastos com cito-extrato de oócito e, portanto, em diferentes estágios de desenvolvimento das colônias, o nível de transcritos dos genes OCT4, NANOG, SOX2, KLF-4, Rex1 e MYC através da técnica de qRT-PCR;

•Avaliar, em diferentes períodos após o tratamento dos fibroblastos com cito-extrato de oócito e, portanto, em diferentes estágios de desenvolvimento das colônias, a expressão de alguns dos genes supracitados, por ensaios de imunofluorescência.

Metas

•Estabelecimento de linhagens de células pluripotentes bovinas para emprego em Transferência Nucler, a fim de produzir embriões de clones e transgênicos da espécie bovina com maior eficiência;

•Estabelecimento de linhagens de células pluripotentes bovinas para emprego em estudos relacionados à terapia celular;

•Validação de modelos para testar a segurança de terapias baseadas em células-tronco em humanos e animais.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BERNARDO GARZIERA GASPERIN101/08/201801/08/2019
CARINE DAHL CORCINI101/08/201801/08/2019
CAROLINA KILIAN101/10/201831/07/2019
CRISTINA SANGOI HAAS101/10/201831/07/2019
FERNANDA AGUIAR MACHADO101/10/201831/07/2019
GUSTAVO JACO HARTMANN101/10/201831/07/2019
HELENA SUÑÉ DE BLANCO101/10/201831/07/2019
JOSÉ VICTOR CARDOSO BRAGA101/10/201831/07/2019
LUANA PESCKE SOARES1201/09/201831/07/2019
OLENKA ROCHA PAIVA101/10/201831/07/2019
THOMAZ LUCIA JUNIOR101/08/201801/08/2019
TIAGO VEIRAS COLLARES101/08/201801/08/2019
VINICIUS FARIAS CAMPOS101/08/201801/08/2019

Página gerada em 23/10/2019 23:05:01 (consulta levou 0.085174s)