Nome do Projeto
Influência das mudanças climáticas nos padrões atuais e futuros de distribuição e abundância de Rhipicephalus (Boophilus) microplus e Rhipicephalus sanguineus (Acari: Ixodidae) no mundo
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
28/05/2018 - 31/07/2021
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Resumo
O clima atua significativamente na abundância e distribuição das espécies, por isso, compreender a influência das modificações climáticas nestes padrões é importante, para possibilitar a predição de áreas geográficas em as mesmas estarão distribuídas, bem como, predizer a dinâmica populacional desses vetores. Espécies de carrapatos, como Rhipicephalus (Boophilus) microplus e Rhipicephalus sanguineus apresentam capacidade de atuar como vetores de organismos patogênicos que causam doenças em humanos e animais. Este trabalho pretende identificar as variáveis climáticas determinantes na distribuição de ambas espécies de carrapatos em todo o mundo, bem como predizer àreas geograficamente adequadas à ocorrência e maiores abundâncias destes vetores. Para isso, será modelada a distribuição e abundância dos carrapatos para o tempo atual e para o futuro, através da utilização de 19 camadas bioclimáticas e quatro modelos globais de circulação (GCM), além de modelos estatísticos que simulam o ciclo de vida dos vetores e resultam na população esperada em cada área geográfica. A partir dos resultados obtidos poderemos inferir como as mudanças climáticas podem influenciar na distribuição de Rhipicephalus (Boophilus) microplus e Rhipicephalus sanguineus, possibilitando definição de estratégias de prevenção e controle de doenças em humanos e animais cujos agentes são transmitidos por ambas espécies.

Objetivo Geral

• Modelar estatisticamente a adequabilidade ambiental e a distribuição geográfica de R. B. microplus e Riphicephalus sanguineus em todo o mundo.
• Indicar as modificações na extensão geográfica quanto à adequabilidade ambiental e distribuição de R. B. microplus e Riphicephalus sanguineus frente às mudanças climáticas para o futuro, em cenários de maiores e menores emissões de gases de efeito estufa e, consequentemente, de temperatura.
• Indicar, através da modelagem, quais as principais variáveis climáticas que mais influenciam na adequabilidade ambiental e distribuição geográfica de espécies R. B. microplus e Riphicephalus sanguineus em todo o mundo.
• Verificar o deslocamento e, indicar quantitativamente, a modificação do tamanho da distribuição geográfica (range) futura de R. B. microplus e Riphicephalus sanguineus em todo o mundo.
• Modelar estatisticamente a abundância de R. B. microplus e Riphicephalus sanguineus em todo o mundo, através de variáveis que mais influenciam no desenvolvimento das espécies até o estágio adulto, completando o ciclo de vida, indicando a influência das mudanças climáticas na abundância populacional destas espécies.
• Modelar a distribuição geográfica e abundância de R. B. microplus e Riphicephalus sanguineus em todo o mundo, a partir de informações de três modelos de circulação global.
• Comparar os resultados dos algoritmos: Bioclim, GLM, Gower, Mahalanobis, MaxEnt e SVM; e verificar o “ensemble” dos resultados das predições entre eles; indicando áreas geográficas que são ambientalmente adequadas à ocorrência de R. B. microplus e R. sanguineus em todo o mundo.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
GRATCHELA DUTRA RODRIGUES428/05/201831/07/2021
LARISSA FALKEMBERG DE MELO428/05/201831/07/2021
NATALIA VICENZI228/05/201831/07/2021
ROBERTA MARQUES4028/05/201831/07/2021

Página gerada em 18/10/2019 09:07:19 (consulta levou 0.065473s)