Nome do Projeto
Análise de parentesco e endogamia usando informações de pedigree e marcadores moleculares em um banco genético de tilápias
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2018 - 29/12/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Zootecnia - Genética e Melhoramento dos Animais Domésticos
Resumo
A aquicultura consiste em uma promissora alternativa para suprimir a crescente demanda por alimentos no mundo, sendo a mesma um reflexo do exponencial crescimento populacional nos últimos 50 anos. No Brasil a atividade vem apresentando ampla evolução, onde, segundo o recente relatório publicado pela Food and Agriculture Organization of the United Nations (FAO), o The State of World Fisheries and Aquaculture 2016 (SOFIA), o país apresentou um salto produtivo de mais de 300.000 toneladas na última década, podendo ainda registar um crescimento de até 104% na produção pesqueira e aquicultura até o ano 2025. Em consonância com esta previsão, se faz necessário maior competividade e produtividade no setor aquícola, sendo o melhoramento genético estratégia primordial para o fortalecimento da cadeia produtiva. Por sua vez, o sucesso da implementação de programas de melhoramento genético está fundamentado na formação da população base, através do cruzamento de populações de diferentes origens e posterior controle da variabilidade genética e da endogamia por meio do registro de pedigrees (PETERSEN et. al, 2012). Com o advento da utilização de técnicas moleculares para fins práticos em programas de melhoramento genético, os marcadores moleculares do tipo microssatélite ou SSR (Simple Sequence Repeats) constituem uma importante ferramenta na avaliação de composição genética de populações, onde os mesmos têm sido amplamente utilizados para o monitoramento genético em peixes, tais como: sistemas de cruzamento, fluxo gênico e estrutura genética dos estoques (YUE & ORBAN, 2002). Marcadores microssatélites também podem ser empregados para estimativas dos coeficientes de endocruzamento e parentesco, bem como na identificação de possíveis relações genéticas entre a geração parental e progênie (FESSEHAYE et al., 2006), podendo contribuir para a redução da endogamia em programas de melhoramento genético (BENTSEN; OLESEN, 2002).

Objetivo Geral

OBJETIVOS GERAL
Avaliar os coeficientes de parentesco e endogamia de animais oriundos de diferentes cruzamentos através da utilização de marcadores moleculares.

OBJETIVO ESPECÍFICO
• Desenvolver um painel multiplex composto de 10 marcadores microssatélites unicamente tetranucleotídeo;
• Realizar a genotipagem dos animais avaliados através do conteúdo de informação polimórfica contido no painel multiplex;
• Analisar a frequência alélica nos 10 loci microssatélites, tendo como escopo a obtenção da diversidade genética e estrutura populacional;
• Analisar a diferenciação alélica e genotípica e desvio do equilíbrio de Hardy-Weinberg.
• Avaliação estatística que elucidem o parentesco genético e coeficiente endogâmico dos animais analisados.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CARLA GIOVANE AVILA MOREIRA201/08/201829/12/2020
DAIANE MACHADO SOUZA401/08/201829/12/2020
HEDEN LUIZ MARQUES MOREIRA601/08/201829/12/2020
RAFAEL ALDRIGHI TAVARES201/08/201829/12/2020
SUZANE FONSECA FREITAS801/08/201829/12/2020
WELINTON SCHRODER REINKE2001/08/201931/07/2020

Página gerada em 24/01/2021 10:23:42 (consulta levou 0.092595s)