Nome do Projeto
Territórios microcervejeiros no estado do Rio Grande do Sul: uma análise do Circuito Espacial de Produção e do Círculo de Cooperação Econômica.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
18/09/2018 - 18/09/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Resumo
A produção cervejeira no Brasil movimenta um significativo mercado, que permeia deste o setor primário até o terciário. Nesta conjuntura o que estrutura-se é a uma crescente dicotomia entre o oligopólio produtivo de cerveja e as microcervejarias, constituindo na atualidade um campo de disputas de mercados e a tentativa de sobrevivência destas ultimas frente a um poder econômico das grandes corporações do setor. Esta problemática evidencia-se ao observarmos o crescente número de empresas deste ramo que são criadas no final do século XX e início do XXI. Constatou-se que existiam aproximadamente 100 cervejarias na década de 1990, totalizando no ano de 2017, o equivalente a 675 estabelecimentos registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). No contexto de expansão, o estado do Rio Grande do Sul/BR desponta como o líder no setor, possuindo um total de 142 empresas. Nesse sentido, o presente projeto busca analisar os territórios microcervejeiros no estado do Rio Grande do Sul tendo como base as dinâmicas do Circuito Espacial de Produção (CEP) e dos Círculos de Cooperação Econômica (CCE). Em termos metodológicos, dividimos a pesquisa em três etapas. A primeira consiste no levantamento teórico e na construção da pesquisa de campo, sendo está caracterizada por uma revisão bibliográfica que visa analisar as dinâmicas econômicas e sociais vinculadas a construção dos territórios microcervejeiros, com o intuito de construir um roteiro de entrevistas com base no referencial teórico/metodológico dos Circuitos Espaciais de Produção (CEP) e os Círculos de Cooperação no Espaço (CCE). A segunda etapa concentra-se na realização do campo empírico, que ocorrerá com base no mapeamento das empresas do estado do Rio Grande do Sul; em seguida serão elencados 20% do total por região para a realização da pesquisa, objetivando a construção de um diagnóstico do setor. A terceira e última etapa metodológica centra-se na sistematização dos dados, tendo como referencial teórico o CEP e CCE em conjunto com a ferramenta de análise textual discursiva. Após a realização das três etapas, será elaborado o relatório final do projeto em conjunto com a publicação dos dados em periódicos, livros e eventos da área. Tem-se como meta apresentar respostas para a estruturação deste setor emergente no Brasil e no Rio Grande do Sul, possibilitando construir um planejamento territorial efetivo para a manutenção das microcervejarias.

Objetivo Geral

Analisar a partir da formação do território das microcervejarias no estado do Rio Grande do Sul as dinâmicas do Circuito Espacial de Produção deste setor bem como seus Círculos de Cooperação Econômica.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
EVERSON GABRIEL MESQUITA DA MARTHA218/09/201818/09/2021
GUILHERME FONTANA418/09/201818/09/2021
ROBINSON SANTOS PINHEIRO218/09/201818/09/2021
SIDNEY GONÇALVES VIEIRA218/09/201818/09/2021
WILLIAM MARTINS LOURENÇO218/09/201818/09/2021

Página gerada em 10/08/2022 01:58:06 (consulta levou 0.065918s)