Nome do Projeto
Clonagem de antígenos de Leptospira interrogans pelo método BioBricks e avaliação como vacina vetorizada por Mycobacterium bovis BCG contra leptospirose animal
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
18/10/2018 - 18/10/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Multidisciplinar - Biotecnologia
Resumo
A leptospirose é uma zoonose de distribuição global, causada por espiroquetas patogênicas do gênero Leptospira e responsável por aproximadamente 1 milhão de casos anuais e 58 mil mortes em humanos. O desenvolvimento de uma vacina efetiva contra leptospirose, que proteja contra os diferentes sorovares da bactéria – substituindo as bacterinas existentes - ainda permanece um desafio. Estudos realizados têm demonstrado o potencial de proteínas de membrana externa como alvo para o desenvolvimento de uma vacina leptospiral. A combinação de antígenos pode melhorar a proteção conferida pela vacinação contra leptospirose, de modo a possibilitar uma imunidade esterilizante. Mycobacterium bovis BCG é uma vacina viva atenuada mundialmente empregada contra tuberculose, que oferece grande potencial para uso como vetor vacinal contra outros patógenos, por apresentar as características adjuvantes vantajosas. A tecnologia de clonagem “BioBricks” consiste em um protocolo simples, onde sequências prefixo (que apresentam sítios para as enzimas de restrição EcoRI e XbaI) e sequências sufixo (sítios Spel e PstI) são projetadas para flanquear as regiões terminais 5' e 3' de uma porção genética, respectivamente, visando a padronização de moléculas de DNA. Diante do exposto, neste projeto pretendemos construir antígenos quiméricos derivados de Leptospira interrogans utilizando a metodologia BioBricks e avaliá-los como vacinas vetorizadas por BCG contra leptospirose em modelo animal de hamster.

Objetivo Geral

- Obter cinco diferentes porções de uma quimera recombinante (Quimera 1) previamente construída constituída de frações dos genes lipL32, lemA e ligANI de Leptospira spp. patogênicas utilizando o padrão BioBricks®;
- Clonar um antígeno quimérico recombinante também previamente construído (Quimera 2), constituído de epítopos das proteínas barril-beta transmembrana LIC10896 (5 epítopos), LIC10964 (2 epítopos) e LIC12374 (2 epítopos) de Leptospira spp. patogênicas no vetor pUP500 contendo o promotor pAN, utilizando o padrão BioBricks®;
- Obter cepas de BCG Pasteur recombinante (rBCG) expressando a Quimera 2 recombinante e
as porções da Quimera 1;
- Imunizar hamsters sírios (Mesocricetus auratus) com as cepas de rBCG construídas para avaliar o potencial protetor e esterilizante das construções frente a desafio homólogo;
- Avaliar a resposta imune gerada pela vacinação contra desafio homólogo em hamsters.
- Avaliar a estabilidade da cepa de rBCG expressando a Quimera 1 íntegra em camundongos BALB/c.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMILTON CLAIR PINTO SEIXAS NETO518/10/201818/10/2020
ANA CAROLINA KURZ PEDRA2001/08/201931/07/2020
JESSICA DORNELES1018/10/201818/10/2020
MARTA GONCALVES AMARAL518/10/201818/10/2020
ODIR ANTONIO DELLAGOSTIN518/10/201818/10/2020
ÉVERTON BURLAMARQUE BETTIN518/10/201818/10/2020

Página gerada em 19/11/2019 18:59:17 (consulta levou 0.077775s)