Nome do Projeto
ESTUDO RETROSPECTIVO DA DOENÇA DE CHAGAS E SEUS VETORES NA REGIÃO SUL DO RIO GRANDE DO SUL
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
10/01/2019 - 31/03/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas - Parasitologia
Resumo
A doença de Chagas (DCH) causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi é apontada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como uma das doenças tropicais mais negligenciadas no mundo. O Rio Grande do Sul é uma região considerada endêmica para DCH e foi o estado brasileiro que apresentou o maior índice de soroprevalência humana para T. cruzi. Diante disso, nota-se a importância de avaliar a situação epidemiológica da doença de Chagas na região sul do estado do Rio Grande do Sul, tanto em relação à caracterização dos vetores (principais espécies capturadas, índice de infecção por Trypanosoma cruzi, locais de invasão/infestação) como a prevalência da DCH entre os doadores de sangue, número de internações, índice de mortalidade e notificações de casos por DCH na região. A área em estudo compreende os municípios abrangidos pela 3ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS) e 7ª CRS. A pesquisa relacionada aos vetores da DCH será baseada em dados secundários disponibilizados pelo Centro Estadual de Vigilância em Saúde do Rio Grande do Sul (CEVS-RS). Para avaliar a prevalência da DCH entre os doadores de sangue na região sul, será realizado um estudo no Banco de Sangue do município de Pelotas/RS, visto que abrange os doadores tanto da 3ª CRS como da 7ª CRS. E em relação ao número de internações, índice de mortalidade e notificações de casos por DCH na região, os programas consultados serão o SINAM (Sistema de Informação de Agravos de Notificação) e o DATASUS (Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde). A análise dos dados será realizada através do programa Microsoft Excel®, no qual será criado um banco de dados para descrição e análise dos dados. Apesar de negligenciada, a DCH é uma moléstia relevante visto que não existe pesquisa com essa temática na região sul do Rio Grande do Sul, e a busca de novos dados será importante para atualização do conhecimento sobre a distribuição dos triatomíneos e da doença de Chagas nessa localidade.

Objetivo Geral

Objetivo Geral: Avaliar a situação epidemiológica da DCH na região sul do estado do Rio Grande do Sul.
Objetivos Específicos
- Verificar a frequência das principais espécies de triatomíneos capturados na região sul do RS;
- Avaliar o grau de infestação triatomínica por unidade domiciliar, bairro, município;
- Conhecer o índice de infecção por Trypanosoma cruzi dos triatomíneos capturados;
- Estimar a prevalência da DCH entre os doadores de sangue na região sul do RS;
- Verificar o número de internações por DCH na região sul do RS;
- Verificar o índice de mortalidade por DCH na região sul do RS;
- Avaliar o número de notificações para DCH.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA PAULA DA PAZ GRALA210/01/201931/03/2021
SABRINA TAIZA JESKE310/01/201931/03/2021
TANISE FREITAS BIANCHI2010/01/201931/03/2021

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
PROAPR$ 1.500,00

Página gerada em 23/01/2021 19:50:39 (consulta levou 0.083734s)