Nome do Projeto
INGESTÃO HÍDRICA, CONSUMO DE REPOSITORES HIDROELETROLÍTICOS E CONHECIMENTO SOBRE HIDRATAÇÃO DE TENISTAS AMADORES.
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
21/12/2018 - 27/12/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Nutrição
Resumo
O tênis é um esporte de alta intensidade e curta duração que intercala movimentos explosivos com movimentos mais leves para a recuperação. As principais características deste esporte são golpes com a raquete e mudanças rápidas de direção (SMAILI, 2018). A rotina de treinamento do atleta, por ser intensa, faz com que o gasto energético seja alterado consideravelmente, aumentando assim as necessidades nutricionais. Deste modo, uma alimentação adequada para essas necessidades, é muito importante para além de promover saúde para o atleta, aumentar o seu desempenho no esporte (GOMES, RIBEIRO, VEIBIG, et al.,2009). A maioria dos jogos são disputados ao ar livre, o que faz com que os atletas fiquem expostos ao sol e calor, deste modo necessitam de uma ingestão hídrica específica para não afetar seu desempenho e sua saúde (FERREIRA, SECCATO, LIMA, et al.,2015). Durante os jogos ou treinamentos, os atletas podem perder cerca de 1 a 2,5 litros de suor por hora, quando este é praticado em ambientes quentes. O suor é composto principalmente, por água, mas também, contém muitos minerais e sua composição, depende de vários fatores, mas quando eliminado os eletrólitos que aparecem em maiores quantidades são sódio e cloreto, devido à sua maior concentração. Em conseqüência desta grande perda, é necessário que o atleta após exercício, faça a ingestão de uma grande quantidade de fluidos. A reidratação é imprescindível para o atleta mas também é um desafio, pois além da ingestão de água é necessário que ocorra a reposição de sódio. (BERGERON,2001). Os benefícios fisiológicos de uma correta ingestão hídrica e eletrolítica no desempenho de atletas tem sido documentada no meio cientifico, porém ainda há falta de informações e conhecimento por parte deles sobre uma ingestão adequada de líquidos, o que pode levar há um mau desempenho, provocado por prejuízos na coordenação motora e na resistência muscular (ABRÃO, ALEXANDRINO, PRATI,2017). Levando-se em consideração à necessidade, de um maior aporte hídrico e nutricional, observa-se que uma boa hidratação, está relacionada ao melhor desempenho dos tenistas. E diante da escassa literatura de investigação sobre a importância da hidratação e do consumo de repositores hidroeletrolíticos, justifica a realização do presente estudo.

Objetivo Geral

Objetivo Geral:
- Avaliar a ingestão hídrica, consumo de repositores hidroeletrolíticos e o conhecimento sobre hidratação de tenistas amadores.
Objetivos específicos:
-Avaliar a composição corporal dos atletas;
-Descrever o consumo de suplementos hidroeletrolíticos;
- Avaliar se há diferenças no consumo de líquidos antes e depois do treinamento ou partidas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
FILIPE ANDRADE DE CORRÊA221/12/201827/12/2019
FILIPE ANDRADE DE CORRÊA221/12/201827/12/2019
JESSICA CAROLLINA VON SCHUSTERSCHITZ SOARES SCHIATTI221/12/201827/12/2019
LAUREN KOLLING PEREIRA221/12/201827/12/2019
MARIANA PARRON PAIM121/12/201827/12/2019
RENATA DE LIMA CONTREIRA 221/12/201827/12/2019

Página gerada em 03/12/2020 23:54:34 (consulta levou 0.071746s)