Nome do Projeto
Equidade social em áreas protegidas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
30/06/2019 - 31/07/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas - Zoologia - Conservação das Espécies Animais
Resumo
Os compromissos internacionais para o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável reconhecem cada vez mais a importância da implementação de áreas protegidas como uma estratégia-chave para a conservação da biodiversidade e a promoção do desenvolvimento sustentável. No entanto, a população humana está crescendo mais rápido do que a média global nas bordas das áreas protegidas, aumentando os trade-offs entre as necessidades humanas e a proteção da biodiversidade. Em resposta, a equidade social está sendo colocada no centro das estratégias de conservação. Entretanto, até recentemente não havia uma estrutura teórica (framework em inglês) para avaliar a equidade na gestão de áreas protegidas. Este projeto examinará como os princípios de equidade são expressos e incorporados na gestão e governança de diferentes tipos de áreas protegidas no Brasil. Com base em dados de entrevistas semi-estruturadas, este projeto testará a premissa que as áreas protegidas que têm objetivos para ambos, conservar a biodiversidade e proteger os meios de subsistência e a cultura das populações tradicionais, serão mais equitáveis. Ao explorar as percepções de uma série de partes interessadas, também avaliaremos a framework proposta e destacaremos quaisquer questões-chave de equidade que ele não aborda. Finalmente, capturaremos as perspectivas das partes interessadas sobre quais aspectos da gestão e da governança precisam mudar para alcançar a equidade, e quais são as possíveis ações e caminhos para avançar a equidade.

Objetivo Geral

Objetivo 1: Explorar a variação na equidade na gestão de áreas protegidas entre diferentes tipos de áreas protegidas, incluindo se possível, na metade sul do estado de Rio Grande do Sul.

Metas relacionadas:
2.1. Explorar como as percepções de equidade e aspirações para a gestão equitativa de áreas protegidas, de diversos atores, se encaixam nas definições teóricas;
2.2. Caracterizar até que ponto a gestão atual das áreas protegidas trata/ignora e avança/prejudica a equidade ao longo das três dimensões;
2.3. Verificar quais aspectos da gestão e da governança de áreas protegidas precisam mudar para se alcançar a equidade, e quais são as possíveis ações e caminhos para essas mudanças, de acordo com os diferentes atores.

Objetivo 2: Avaliar os aspectos normativos da equidade social em áreas protegidas no Brasil.
Metas relacionadas:
1.1. Revisar a legislação e as políticas que definem como as áreas protegidas são governadas no Brasil, destacando como as dimensões de equidade são (ou não são) incorporadas;
1.2. Explorar como as dimensões da equidade são tratadas no planejamento da gestão de diferentes tipos de áreas protegidas;
1.3. Identificar como a legislação, as políticas e os protocolos para o desenvolvimento de planos de manejo de áreas protegidas poderiam ser melhorados para melhor considerar os resultados para a equidade;
1.4. Destacar as barreiras à implementação de uma governança e gestão mais justa das áreas protegidas no Brasil.

Objetivo 3: Avaliar e avançar a equidade em áreas protegidas no Brasil, trabalhando com comunidades locais e profissionais de conservação.

Metas relacionadas:
3.1. Coproduzir conhecimento sobre mudanças ecológicas e sociais dentro e/ou ao redor de Unidades de Conservação, incorporando tanto o conhecimento científico produzido por pesquisadores, quanto o conhecimento das pessoas das comunidades locais;
3.2. Avaliar a variação das percepções de equidade em relação à governança de áreas protegidas dentro e entre as comunidades dentro de Unidades de Conservação;
3.3. Apoiar os diferentes atores interessados a desenvolver planos tangíveis para aumentar e avançar a equidade nas comunidades que estão dentro e ao redor de Unidades de Conservação;
3.4. Capacitar gestores de áreas protegidas a promoverem a equidade social.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
NEIL DAWSON825/01/201931/12/2019
NEIL DAWSON825/01/201931/12/2019
WILLIAM DOUGLAS CARVALHO125/01/201931/12/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
The British CouncilR$ 365.500,00

Página gerada em 16/07/2024 09:31:47 (consulta levou 0.097520s)