Nome do Projeto
AVALIAÇÃO DE DETERMINANTES PRECOCES DE VIOLÊNCIA EM CRIANÇAS DE UMA COORTE DE NASCIMENTOS DO SUL DO BRASIL
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
04/03/2019 - 30/12/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
A violência é a principal causa de mortes entre jovens no Brasil e uma importante causa de adoecimento mental, instabilidade social e altos custos econômicos para o país. Cientistas identificaram que a primeira infância é um período sensível, em que o ambiente familiar pode ter um grande impacto no desenvolvimento das crianças e assim, reduzir o risco de comportamentos agressivos precoces que estão associados ao envolvimento com violências no futuro. São vários os fatores de risco para violência apontados pela literatura: fatores individuais (como autocontrole deficitário, baixo QI verbal e pouco rendimento escolar, por exemplo); fatores parentais (tais como disciplina punitiva e maus-tratos); características familiares (por exemplo, discordância parental e baixa renda); relacionamento com pares antissociais; e moradia em bairros com altos índices de criminalidade. Poucos estudos investigaram os fatores de risco para a violência em países em desenvolvimento e, os que fizeram, concentraram-se na faixa etária final da infância-adolescência. Entretanto, as teorias proeminentes sugerem que a violência grave tem suas origens no início da vida, e está relacionada à adversidade ambiental. Sendo assim, o estudo dos determinantes precoces da violência, especialmente em países em desenvolvimento, é de extrema importância para que se possa traçar planos de combate à violência na atenção primária. O objetivo do presente estudo será avaliar os determinantes precoces da violência em crianças de uma coorte de nascimentos de Pelotas, cidade localizada no sul do Brasil. Trata-se de um projeto aninhado à Coorte de Nascimentos de 2015, no acompanhamento dos 4 anos

Objetivo Geral

Avaliar determinantes precoces de violência em crianças de quatro anos, pertencentes à Coorte de Nascimentos de 2015 de Pelotas/RS. - Avaliar a ocorrência de comportamentos agressivos nas crianças aos 4 anos de idade.
- Avaliar desenvolvimento sóciocognitivo e emocional infantil, especificamente: linguagem, autocontrole, atenção, desenvolvimento social e reconhecimento das emoções.
- Avaliar comportamentos parentais (entre as mães) de disciplina rígida e inconsistente, que incluam castigos severos e maus-tratos.
- Avaliar estresse parental e infantil, examinando a atividade do eixo hipotalâmico-pituitário-adrenal (HPA) das mães e das crianças.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREA HOMSI DAMASO202/03/201930/12/2020
ISABEL OLIVEIRA DE OLIVEIRA802/03/201930/12/2020
JULIANA ROPKE DUARTE2001/08/201931/07/2020
LUCIANA TOVO RODRIGUES802/03/201930/12/2020
Luciana Anselmi Duarte da Silva4002/03/201930/12/2020
Luciana Anselmi Duarte da Silva4002/03/201930/12/2020
MARLOS RODRIGUES DOMINGUES202/03/201930/12/2020
RAFAELA COSTA MARTINS2002/03/201930/12/2020
TIAGO NEUENFELD MUNHOZ102/03/201930/12/2020

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
Wellcometrust - Bernard Van LeerR$ 1.000.000,00

Página gerada em 25/01/2020 04:02:50 (consulta levou 0.080511s)