Nome do Projeto
Sorodiagnóstico de Parasitoses na Região Sul do Rio Grande Do Sul, Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2019 - 31/07/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas - Parasitologia
Resumo
As protozooses e helmintoses são mais prevalentes nos países das regiões tropicas e subtropicais e no Brasil representando um grande problema de saúde pública.Estudos da última década realizados na região Sul do Rio Grande do Sul, têm demonstrado que as parasitoses ainda constituem uma realidade, principalmente na população imunocomprometida. Em vista ao exposto, este estudo tem como objetivos conhecer a soro prevalência de agentes parasitários em amostras de pacientes atendidos no Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Escola HE-UFPel, portadores de diversas doenças e/ou em investigação patológica. Os pacientes atendidos no Laboratório de Análises Clínicas e Patológicas do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas participarão da pesquisa de forma indireta, através da utilização de material biológico destes, cedida pela gestão do laboratório para fins de pesquisa acadêmica Será obtido soro de 200 pacientes durante os meses de agosto de 2019 a julho de 2021, que estiverem em atendimento no Laboratório de Análises Clínicas. A detecção de anticorpos IgM e IgG anti-Toxoplasma gondii e anti-Trypanosoma cruzi será realizada através da técnica de Imunofluorescência Indireta no laboratório de Protozoologia do Departamento de Microbiologia e Parasitologia - Instituto de Biologia - Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Também será realizada a detecção de anticorpos IgG para T.gondii, Criptosporidium, cisto hidatico e Toxocara canis, pela técnica de ELISA indireto no laboratório de Parasitologia Molecular e Imunologia do Departamento de Microbiologia e Parasitologia - Instituto de Biologia - Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Por fim , a presente proposta justifica-se, pela importância de se investigar as parasitoses em pacientes portador de diferentes doenças, hospitalizados no hospital escola Pelotas da Universidade Federal de Pelotas, que presta serviço de atendimento 100% SUS, a vários municípios da região Sul do Rio Grande do Sul. Palavras-chave: Helmintos, protozoários, soroepidemiologia, pacientes hospitalizados.

Objetivo Geral

OBJETIVOS
Objetivo geral
• Estimar a soroprevalência de parasitos em pacientes atendidos no Laboratório de Análises Clínicas do Hospital Escola da Universidade Federal de Pelotas (HE-UFPEL) provenientes da região sul do Rio Grande do Sul, Brasil.

Objetivos específicos
• Determinar a soroprevalência para: Toxoplasmose, Criptosporose, Hidatidose, Cisticercose, Toxocaríase e Doença de Chagas.
• Avaliar o perfil dos pacientes e os fatores associados a soroprevalência de parasitos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANE LEITES STROTHMANN1201/08/202031/07/2021
ADRIANE LEITES STROTHMANN2001/08/201931/07/2020
CAROLINE MACIEL DA COSTA201/08/201931/07/2021
GABRIELA DE ALMEIDA CAPELLA201/08/201931/07/2021
MARCOS MARREIRO VILLELA101/08/201931/07/2021
MARIA ANTONIETA MACHADO PEREIRA DA SILVA101/08/201931/07/2021
MICAELE QUINTANA DE MOURA201/08/201931/07/2021
NATÁLIA BERNE PINTO201/08/201931/07/2021
WESLEY DOUGLAS DA SILVA TERTO201/08/201931/07/2021

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPES/PROAPR$ 1.000,00

Página gerada em 19/11/2019 01:04:45 (consulta levou 0.211092s)