Nome do Projeto
Estudos em Agroecologia e Produção Orgânica
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
06/03/2018 - 06/03/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Eixo Temático (Principal - Afim)
Meio ambiente / Educação
Linha de Extensão
Inovação tecnológica
Resumo
O Núcleo de Estudos em Agroecologia e Produção Orgânica (NEAPO) do Departamento de Solos da Faculdade de Agronomia da Universidade Federal de Pelotas propõe a criação do Projeto "Estudos em Agroecologia e Produção Orgânica", enfatizando a formação e fortalecimento da Agricultura Familiar em propriedades rurais da região de Pelotas com atuação em estratégia de ensino, pesquisa e extensão. Estas famílias estão cadastradas junto à Associação Regional dos Produtores Agroecologistas da Região Sul (ARPA-SUL), bem como outras que tenham interesse em iniciar a atividade na área agroecológica. Serão realizadas entrevistas, questionários, seminários, dias de campo, oficinas participativas e feiras de divulgação de produtos para promover o desenvolvimento e o fortalecimento da agricultura familiar, juntamente com a formação dos discentes do ensino básico local e superior, visando nas etapas seguintes do mesmo, administrar cursos de formação inicial e continuada. O projeto irá promover o diálogo, a construção coletiva de novas práticas em produção sustentável, apoiado às organizações envolvidas na inserção agroecológica, sistematização e socialização de experiências dos agricultores familiares. Este tem como objetivo desenvolver, consolidar e ampliar ações educativas, de pesquisa e extensão voltadas para o fortalecimento da agricultura familiar, onde as ações entre educadores, pesquisadores e produtores podem promover a autonomia e a sustentabilidade destas comunidades.

Objetivo Geral

Desenvolver, consolidar e ampliar ações educativas, de pesquisa e extensão voltadas para o fortalecimento da agricultura familiar, onde as ações entre educadores, pesquisadores e produtores possam promover a autonomia e a sustentabilidade das famílias cadastradas junto à Associação Regional dos Produtores Agroecologistas da Região Sul (ARPA-SUL), entidade esta formada por 23 famílias, oriundas de Canguçu, Morro Redondo, Pelotas, Arroio do Padre e Turuçu, bem como demais que tenham interesse em iniciar a atividade na área agroecológica.

Justificativa

Este projeto justifica-se com o intuito de preencher uma demanda da região, que é desenvolver, consolidar e ampliar ações educativas, de pesquisa e extensão voltadas para o fortalecimento da agricultura familiar e garantir a segurança e a soberania alimentar.

Metodologia

DESCRIÇÃO RESUMIDA DAS ATIVIDADES DE PESQUISA, EDUCAÇÃO E EXTENSÃO

O projeto terá duração de dois anos, dos quais serão realizadas atividades de alternância entre o grupo participante, formação de material técnico humano e material didático. Criação de uma rede de pesquisadores e produtores em agroecologia. Serão disponibilizados cursos de 40 horas para os agricultores familiares com estudos de casos, exemplos demonstrativos e dia de campo ao final de cada curso sendo complementados com seminários, oficinas e feiras a cada semestre.

a. Ações de Formação

Os integrantes do NEAPO/UFPel participarão de cursos de formação que ocorrerão mensalmente, com a finalidade de se atualizarem sobre a temática desenvolvida pelo grupo e sobre o andamento do projeto.
• Formação acadêmica – Capacitação dos alunos e técnicos envolvidos no projeto por meio de curso com 40 horas durante uma semana com as informações sobre o projeto, legislações para criação em sistemas agroecológicos e desenvolvimento de comunidades agrícolas;
• Oficinas nas escolas – Conscientizar as crianças da importância da alimentação saudável no seu cotidiano através de oficinas participativas;
• Grupo de estudos – Quinzenalmente, serão realizadas exposições de trabalhos científicos na área de agroecologia, pelos alunos da UFPel, com debate de questões ligadas a agroecologia por professores/pesquisadores durante os dois anos de vigência do projeto;
Os agricultores familiares serão convidados a participarem dos cursos de formação que serão oferecidos na Universidade Federal de Pelotas no Campus Capão do Leão – RS, buscando fortalecer a rede de agroecologia.
• Cursos de qualificação profissional – Ministrar cursos de 40 horas direcionados aos agricultores familiares com os temas:
• Conservação e Manejo do solo;
• Minhocultura;
• Aproveitamento de Resíduos da Propriedade Agrícola Familiar;
• Utilização adequada dos adubos orgânicos na Propriedade Agrícola Familiar;
• Produção de mudas na horticultura.
• Unidade demonstrativa – tendo como foco a influenciação e disseminação das práticas agroecológicas, serão selecionados produtores capazes de desenvolver unidades demonstrativas, em pontos estratégicos, para desenvolver ações voltadas para a alocação de sistemas de produção e manejo produtivos dentro dos princípios agroecológicos.
Dia de campo – A cada seis meses será escolhido um tema a ser desenvolvido no dia de campo que ocorrerá na Universidade Federal de Pelotas no Campus Capão do Leão - RS com temas voltados para o melhor aproveitamento dos resíduos orgânicos gerados nas propriedades familiares para produção orgânica.
• Criar uma página para divulgação de cursos e feira agroecológica dentro
do Campus da UFPel.

b. Ações de Pesquisa

Os integrantes do NEAPO/UFPel juntamente com os professores e pesquisadores envolvidos, realizarão atividades nas Unidades Educativas de Experimentação Agroecológicas (UEEA’s), com objetivo de produzir trabalhos cientificos e torná-los mais próximos da pesquisa por meio de coletas, sistematização e análise de dados. As atividades previstas serão:
• Projetos de pesquisas previstos:
- Diagnóstico da produção de pequenos agricultores familiares na região de Pelotas;
- Implantação de Unidade Difusora na UFPel;
- Elaboração de resumos e banner para apresentação nos Congressos de nível Regional e Nacional;
- Participação dos discentes em Congresso;
- Elaboração de relatório semestral e anual;
• Plano de pesquisa – Elaboração de pesquisas que visem atender necessidades dos agricultores familiares da região, no sentido da utilização adequada dos resíduos gerados nas propriedades com a utilização da vermicompostagem/compostagem, a fim de transformá-los em um adubo orgânico de qualidade de modo a atender as premissas de uma produção orgânica de qualidade em sistemas agroecológicos. A escolha dessas pesquisas será demandada pelos agricultores familiares da região de Pelotas após fechamento do levantamento e diagnóstico da produção na região.

c. Ações de Extensão

As práticas exercidas pelo NEAPO/UFPel servirão para o fortalecimento da agricultura familiar, enfatizando suas ações de extensão, com o objetivo de garantir aos bolsistas a possibilidade de estar em contato com diferentes realidades.
• Levantamento de dados – Selecionar as comunidades que possuam produtores (as) que se encaixem dentro da agricultura familiar.
• Aplicação de questionário – Os questionários serão aplicados pelos alunos nas comunidades rurais selecionadas que se encaixem como agricultura familiar. Serão entrevistadas quatro famílias situadas nos municípios de Canguçu, Morro Redondo, Pelotas, Arroio do Padre e Turuçu. Estes questionários serão aplicados em quatro propriedades familiares durante dois meses do primeiro ano de vigência do projeto.
• Mobilização e Divulgação aos produtores – A mobilização de produtores da região para a participação do projeto, se dará por meio de seminários e dos cursos de formação inicial e continuada na produção em sistemas agroecológicos. Esta mobilização será realizada mediante divulgação junto aos chefes de comunidade sempre que for necessário.

d. Outras ações

• Seminário integrador – Será promovido um encontro inicial de apresentação das atividades desenvolvidas pela UFPel de modo a proporcionar o acompanhamento e sistematização das atividades de alternância em campo, permitindo a aprendizagem com erros e acertos e trocas de experiências entre os produtores, professores, pesquisadores e alunos. A atividade será orientada por um roteiro de apresentação sistematizado para nortear a apresentação e discussão em Plenária e a entrega do relatório da etapa (Diagnóstico), o qual subsidia as publicações em geral. Cabe destacar que a ação permite mapear as variadas estratégias, interação e integração de ações conjuntas do projeto no município.
• Realização de Seminários - Seminários de Produção em Sistemas agroecológicos serão desenvolvidos e realizados uma vez ao ano com palestras na área de criação sustentável e produção agroecológica.
• Feira de troca de saberes, produtos e serviços – Será realizado um mercado de troca de informações, de conhecimento, de produtos e serviços instituídos como uma forma de intercâmbio entre os participantes. A Feira está prevista para ser executada na Universidade Federal de Pelotas no Campus Capão do Leão – RS a cada ano de vigência do projeto.
• Divulgação – A sistematização das experiências agroecológicas e disponibilização das informações desenvolvidas no âmbito do projeto serão divulgadas no Sistema de informações “Agroecologia em Rede” em conjunto com a ANA Associação Nacional de Agroecologia na página ou site.

Indicadores, Metas e Resultados

Em decorrência da necessidade de melhorar a difusão de conhecimento entre as instituições de pesquisa e ensino e os agricultores familiares, espera-se que com a criação do Núcleo de estudo em Agroecologia e Produção Orgânica – NEAPO/UFPel - ocorra o fortalecimento da agricultura familiar, o desenvolvimento de pesquisas que promovam o desenvolvimento regional através da construção e socialização de conhecimentos tecnológicos relacionados ao desenvolvimento sustentável, além de possibilitar aos pequenos agricultores familiares a construção consciente da importância sobre a produção e criação em sistemas integrados e agroecológicos.
Além dos aspectos supracitados, espera-se capacitar recursos humanos para atuar de maneira condizente com a realidade da produção em sistema agroecológico na região de Pelotas, possibilitando a difusão adequada das informações obtidas com a execução do projeto. Neste sentido, faz-se necessário a realização de seminários, dias de campo e cursos e visitas técnicas que promovam a difusão de conhecimento juntamente com o acompanhamento técnico que possibilitem o desenvolvimento regional. Dentre as metas da criação do Núcleo de estudos agroecológicos temos:
- Mobilização de famílias de agricultores familiares da região de Pelotas nos municípios de Canguçu, Morro Redondo, Pelotas, Arroio do Padre e Turuçu;
- Aplicação de questionário com propriedades familiares da região de Pelotas;
- Capacitação dois alunos do ensino superior;
- Realização de um Seminário Integrador com troca de experiências entre docentes, discentes, pesquisadores e produtores;
- Realização de Seminários de Produção Orgânica em Sistemas agroecológicos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA CLAUDIA KALIL HUBER
ANA CLAUDIA RODRIGUES DE LIMA1
ANA PAULA FERREIRA DE LIMA
BRUNO SCHEFFER DEL PINO
CRISTIANE MARILIZ STÖCKER
DEISIANE LOPES DA SILVA
DERLI JOÃO SIQUEIRA DA SILVA
ELIANA ANTÔNIA VALENTE SILVEIRA COLLARES
FÁBIO BATISTA ARAÚJO
IRIS NOGUEIRA PEREIRA
JOAO CARLOS COSTA GOMES
JOSE MANUEL OCHOA HENRIQUEZ
LARRI ANTONIO MORSELLI
LUCIANE NUNES PEREIRA SÛÑÉ
LUIZ SILVA ATAIDE
MARCIANA RUBIRA DA SILVA MACIEL
ROSETE APARECIDA GOTINARI KOHN
ROSIMERI DAMASCENO TRECHA4
RYAN NOREMBERG SCHUBERT
SANDRO MOREIRA TUERLINCKX
SANDRO ROBERTO PIESANTI
SERGIO LUIZ BRISOLARA ROSA4
SOLANGE MACHADO TONIETTO4
TANIA BEATRIZ GAMBOA ARAUJO MORSELLI

Recursos Arrecadados

FonteValorAdministrador
CNPqR$ 120.000,00Coordenador

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
BolsasR$ 93.840,00
Passagens e despesas com locomoçãoR$ 10.945,50
Despesas com diáriasR$ 3.840,00
Material de laboratórioR$ 5.235,00
Equipamentos e material permanente (móveis, máquinas, livros, aparelhos etc.)R$ 6.139,50

Página gerada em 14/08/2020 11:14:18 (consulta levou 0.131804s)