Nome do Projeto
Seminário: Estudos interdisciplinares em patrimônio Jesuítico-Guarani
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
01/05/2018 - 31/08/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Multidisciplinar
Eixo Temático (Principal - Afim)
Cultura / Cultura
Linha de Extensão
Patrimônio cultural, histórico e natural
Resumo
O seminário, a ser realizado no Museu do Doce da cidade de Pelotas, tem como objetivo discutir estudos inter e transdisciplinares desenvolvidos no tema de patrimônio Jesuítico-Guarani, incluindo a aplicação de ciência em questões artísticas, históricas, sociais, patrimoniais e de conservação-restauração. Visa reunir estudantes, pesquisadores e profissionais em museologia, arqueologia, história, antropologia, conservação-restauração, ciência da conservação, ciência do patrimônio e áreas correlatas para compartilharem e discutirem resultados obtidos e metodologias utilizadas em suas pesquisas, para discutirem e mostrarem possibilidades da aplicação das ciências duras na elucidação de questões patrimoniais, para promoverem uma discussão entre pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento e para dialogarem sobre possíveis futuras cooperações em níveis nacional e internacional.

Objetivo Geral

Discutir estudos inter e transdisciplinares desenvolvidos no tema de patrimônio Jesuítico-Guarani, incluindo a aplicação de ciência em questões artísticas, históricas, sociais, patrimoniais e de conservação-restauração.

Justificativa

O patrimônio Jesuítico-Guarani representa uma fonte inestimável de valores históricos, artísticos, sociais e culturais, sendo que este compõe parte do Patrimônio Mundial reconhecido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), como é o caso das ruinas de São Miguel das Missões, no Estado do Rio Grande do Sul, Brasil.

No campo do patrimônio muitas pesquisas se desenvolvem com metodologias puramente relacionadas às humanidades, obtendo-se informações que raramente seriam conseguidas com investigações, por exemplo, da natureza química dos bens culturais. Muitas outras, contudo, focam em metodologias das ciências exatas e biológicas num campo conhecido como ciência da conservação, respondendo a questões que frequentemente não poderiam ser compreendidas por pesquisas de outra natureza. Apesar dessas pesquisas serem complementares, elas raramente se cruzem no cenário nacional. Além disso, mesmo quando consideradas atuações isoladas da ciência da conservação poucos trabalhos são produzidos no Brasil.

Neste cenário, portanto, especialmente no país, a comunicação inter e/ou transdisciplinar de profissionais como historiadores, museólogos, antropólogos, sociólogos e conservadores-restauradores com, por exemplo, químicos, físicos, engenheiros e biólogos, é bastante incipiente.

Com base no potencial do patrimônio Jesuítico-Guarani no Brasil, na carência de comunicações entre os profissionais acima mencionados e na importância de abordagens inter e transdisciplinares para o desenvolvimento científico, surgiu a proposta deste seminário, sendo produto de uma cooperação internacional entre a Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e a Universidade Técnica de Munique (TUM). A colaboração entre as Instituições iniciou-se devido a dois projetos: o primeiro objetivando a investigação dos materiais e técnicas de imagens policromadas de São Miguel das Missões, para fins histórico-artístico e preservacionistas, envolvendo ainda pesquisadores da Universidade de Buenos Aires (UBA); o segundo objetivando o entendimento da influência de jesuítas alemães em jesuítas da América-Latina, também com foco na investigação material dessas imagens policromadas. Ambos têm, portanto, algumas convergências de interesse, tais como:
1. se baseaim em acervos relacionados à cultura Jesuítica-Guarani;
2. buscam elucidar questões históricas que exigem a atuação conjunta de profissionais com abordagens inter e transdisciplinares, como cientistas da conservação, conservadores-restauradores, historiadores e historiadores da arte.

Com a intenção de compartilhar os resultados obtidos nessa cooperação, bem como de impulsionar outros projetos com esse tipo de abordagem e de abrir possibilidades para novas e futuras cooperações em níveis nacional e internacional, surgiu a proposta deste seminário.

O seminário, a ser realizado no Museu do Doce da cidade de Pelotas, tem como objetivo discutir estudos inter e transdisciplinares desenvolvidos no tema de patrimônio Jesuítico-Guarani, incluindo a aplicação de ciência em questões artísticas, históricas, sociais, patrimoniais e de conservação-restauração. Visa reunir estudantes, pesquisadores e profissionais em museologia, arqueologia, história, antropologia, conservação-restauração, ciência da conservação, ciência do patrimônio e áreas correlatas para compartilharem e discutirem resultados obtidos e metodologias utilizadas em suas pesquisas, para discutirem e mostrarem possibilidades da aplicação das ciências duras na elucidação de questões patrimoniais, para promoverem uma discussão entre pesquisadores de diferentes áreas do conhecimento e para dialogarem sobre possíveis futuras cooperações em níveis nacional e internacional.

Para isso o seminário está dividido em dois dias.
- Primeiro dia: concentra discussões de cunho histórico, histórico-artístico e iconográfico do patrimionio Jesuítico-Guarani, com discussões sobre ciência, arte e cultura no entendimento e preservação patrimonial. As palestras ministradas neste dia serão feitas por profissionais especialistas do Brasil. Por fim, finaliza-se o dia com uma confraternização para aproximação dos participantes.
- Segundo dia: a parte da manhã concentra apresentações centradas na área da Museologia, com apresentações também dos museus envolvidos nos dois projetos anteriormente citados. Na parte da tarde, dando continuidade às abordagens dos museus, tem-se a apresentação dos resultados obtidos no projeto da Alemanha e do Brasil/Argentina. Por fim, tem-se apresentações orais e pôsteres, finalizando-se o dia com um encerramento e discussões finais do evento.

Este seminário, até o momento, conta com apoio do Programa de Pós-Graduação em Memória Social e Patrimônio Cultural da UFPel, do setor de Conservação e Restauração, Tecnologia Artística e Ciência da Conservação da TUM, da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura da UFPel e do Instituto de Ciências Humanas da UFPel. Destaca-se que outros apoios estão sendo firmados.

A comissão organizadora envolve profissionais do Departamento de Museologia, Conservação e Restauro da UFPel e do Departamento de Arquitetura (setor de Conservação e Restauração, Tecnologia Artística e Ciência da Conservação) da TUM.

O evento deverá acontecer em 09 e 10 de agosto de 2018 no Museu do Doce, Praça Cel. Pedro Osório, Casarão 8, Pelotas – RS.

Metodologia

A metodologia se baseia em:
- elaborar e desenvolver o cronograma do evento;
- buscar auxílios financeiros para apoio ao evento;
- promover publicidade e manutenção de site do evento;
- receber e avaliar trabalhos a serem apresentados em comunicação oral ou em painel;
- divulgar resultado da avaliação de trabalhos;
- conduzir preparativos finais para o evento;
- realizar o evento;
- emitir certificados e conduzir avaliação do evento.

Indicadores, Metas e Resultados

Como metas e resultados espera-se promover futuras colaborações em níveis nacional e internacional entre os participantes do evento, promover e fortalecer discussões inter e transdisciplinares entre os participantes e dentro da UFPel no que diz respeito à área de patrimônio cultural, e fortalecer e criar laços entre as instituições participantes do evento, especialmente entre a UFPel e a Universidade Técnica de Munique.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDREA LACERDA BACHETTINI1
CAROLINA MORAES MARCHESE
DANIEL MAURICIO VIANA DE SOUZA1
DARLAN DE MAMANN MARCHI
EDUARDO ROBERTO JORDÃO KNACK
THIAGO SEVILHANO PUGLIERI3

Página gerada em 17/08/2022 22:37:20 (consulta levou 0.121918s)