Nome do Projeto
Remição de pena através da prática de leitura no Presídio Regional de Pelotas
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
01/04/2019 - 29/09/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes
Eixo Temático (Principal - Afim)
Direitos Humanos e Justiça / Educação
Linha de Extensão
Alfabetização, leitura e escrita
Resumo
O projeto de extensão "Remição de pena através da prática de leitura no Presídio Regional de Pelotas", através do estabelecimento de uma parceria com o Presídio Regional de Pelotas e com o Conselho da Comunidade da Execução Penal da Comarca de Pelotas, tem o objetivo de realizar de oficinas de leitura e produção de textos com apenadas e apenados do Presídio Regional de Pelotas. A prática de leitura e de produção textual promove não só o letramento necessário para a formação humana, como, também, possibilita uma inclusão no mundo simbólico que, em geral, não é objeto de trabalho do Estado no processo de aprisionamento. Com isso, o projeto traz benefícios para os futuros egressos do sistema prisional que serão instrumentalizados para a reinserção na sociedade através da prática crítica de leitura de textos de diferentes modalidades - orais e escritos; verbais e visuais.

Objetivo Geral

Promover a prática de leitura e de produção de textos no ambiente prisional.

Justificativa

A remição por leitura, já normatizada em diferentes âmbitos – tais como através da Portaria Conjunta nº 276, de 20 de junho de 2012, do Departamento Penitenciário Nacional, que estabelece normas gerais para implementação e aplicação no Sistema Penitenciário Federal –, tem-se mostrado uma atividade e ferramenta potente de resgate da cidadania de encarcerados.
No momento, a população do Presídio Regional de Pelotas (PRP), composta por cerca de 1.055 pessoas, não dispõe de acesso e acompanhamento a essa modalidade de Remição, não obstante o reconhecimento de sua validade por parte do Juízo Regional da Execução Penal.
No sentido de desencadear processo que possa reverter a situação acima, o presente projeto apresenta proposta metodológica que favorece não só a leitura e a produção textual como atividades individuais, mas uma perspectiva de avançar dessa dimensão para outras, como as do estabelecimento de relações sociais saudáveis, de relações de cidadania com os próprios territórios de vínculo dos encarcerados e, por fim, de fortalecimento de identidades com autoestima compatíveis com a dignidade humana.

Por fim, o projeto se justifica frente a necessidade de obtenção de recurso para o desencadeamento da metodologia apresentada.

Metodologia

Trata-se de Projeto Piloto, com previsão inicial de duas turmas com dez vagas: uma turma de mulheres e uma turma de homens.
a) Os participantes serão selecionados com o auxílio da equipe Técnica do PRP, levando em consideração: serem todos da mesma Galeria; possibilidade de utilização da Sala de Aula próxima a Galeria “D”; serem os participantes ao menos alfabetizados e possuírem habilidades mínimas de leitura e escrita compatíveis com os objetivos do Projeto;
b) A equipe de desencadeamento do Projeto será composta por: Oficineiros (em número adequado às demandas de “oficinas” de leitura e escrita); 2 (dois) Estimuladores (que deverão acompanhar as reuniões das atividades, devendo ao menos um estar presente em cada); Avaliadores (que avaliarão as resenhas produzidas pelos encarcerados vinculados ao Projeto);
c) Os livros trabalhados serão inicialmente escolhidos pela equipe, favorecendo temas estimulantes e conectados com a realidade das trajetórias de vida das encarceradas e dos encarcerados e, ou, vinculados ao território de Pelotas. Após a leitura das duas primeiras obras, será estimulada a participação dos encarcerados na escolha das demais obras a serem lidas;
d) Todo o grupo de encarcerados lerá a mesma obra, visando fomentar que o diálogo sobre os conteúdos se amplie, de forma coletiva, para além dos momentos de direta atuação da equipe;
e) As reuniões do projeto deverão ocorrer em periodicidade semanal;
f) A equipe manterá registro de frequência dos participantes.

Indicadores, Metas e Resultados

Espera-se que, através das atividades desenvolvidas, as apenadas e os apenados participantes do projeto possam desenvolver as habilidades de leitura e de produção de textos em língua portuguesa, a fim de estarem qualificados quando do momento de saída do estabelecimento penal.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMANDA DURO DOS SANTOS
AMANDA ROMIG REICHOW SIEFERT
CAROLINA DE MACEDO MARTINS
DANI RODRIGUES MOREIRA
DILVO BUSS WACHHOLZ
EDIANE PEREIRA DA CUNHA
GABRIELA AVILA MACHADO DE MORAES
GABRIELA COELHO NUNES
JIULIA ESTELA HELING
JULIA MULLER PEREIRA
LUCIANA IOST VINHAS8
LUCIANE BIERHALS WACHHOLZ
LUIZ CARLOS DE VASCONCELOS MANGABEIRA
MARINA GRILLO PEREIRA AMARAL
NAIARA SOUZA DA SILVA
NATHALY GUATURA DA SILVA
VIRGINIA BARBOSA LUCENA CAETANO

Página gerada em 25/10/2020 02:47:12 (consulta levou 0.154724s)